Manaus, 16 de janeiro de 2022

Cinema

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Filme sobre artistas da Amazônia vence mostra internacional de cinema

O curta-metragem é um dos resultados do projeto AjuriArtes.

Com informações da assessoria

O curta-metragem ‘AjuriArtes: amazônidas fazedores’ ganhou o prêmio de Melhor Documentário pelo Júri Popular, na 2ª Mostra Internacional Audiovisual [Em] Curtas – Variações em Sessões. O filme conta histórias de dez artistas que atuam na Amazônia.

A Mostra [Em] Curtas é realizada pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). O resultado foi divulgado na quinta-feira (2/12).

Curta amazonense

‘AjuriArtes: amazônidas fazedores’ é um dos resultados do projeto AjuriArtes, que foi premiado pelo prêmio Feliciano Lana, via Lei Aldir Blanc, em 2020. A iniciativa nasceu com propósito de divulgar fazedores culturais atuantes na Amazônia.

“Em 25 minutos, o doc mostra dez recortes sobre esse fazer amazônico atual que caminha entre o urbano e o ancestral. É uma grande satisfação ver a obra selecionada para uma mostra e eleita pelo público que votou. O propósito de vencer barreiras geográficas e levar a arte amazônica além fronteiras vai se realizando”, define o diretor Leandro Tapajós.

‘AjuriArtes: amazônidas fazedores’ é um dos resultados do projeto AjuriArtes. Foto: Divulgação

Mostra [Em] Curtas

A obra audiovisual, dirigida por Leandro Tapajós, foi exibida, entre 20 a 28 de novembro, no Canal Oficial da Mostra no YouTube (@mostra[em]curtas), e no ‘Cine-Ressaca’ do canal VRTChannel – um canal interativo de streaming – com exibição para vários países.

O curta participou da Sessão 8 – Mostra de Docs. Ainda durante a sessão, foram exibidos: Cristino Wapichana; Mihe’aka Voxené: Simoné Veyopé Ûti! (Abre Caminho: nossas câmeras chegaram!); e Taxa de Retorno.

Curta-metragem

O curta foi gravado em meio a pandemia e é um dos resultados da 1ª edição do projeto AjuriArtes. O documentário reúne entrevistas com dez fazedores culturais de várias áreas das artes, atuantes na amazônia brasileira. São eles:

A produção aborda sobre o fazer artístico com as influências urbanas e ancestrais amazônicas.

Leandro Tapajós, idealizador do projeto Ajuriartes. Foto: Divulgação

Projeto Ajuriartes

O projeto Ajuriartes nasceu em Manaus com o objetivo de divulgar artistas na web por meio de textos jornalísticos, audiovisual e fotografias. Ao todo, foram produzidos 10 mini documentários, 10 ensaios fotográficos e 10 reportagens com os artistas selecionados, além do documentário exibido na 2ª Mostra Internacional Audiovisual [Em] Curtas.

Os resultados do projeto poderão ser acessados no site do AjuriArtes e no canal de YouTube (@Guerreiro Tapajós).

A primeira edição do projeto é assinada pela Guerreiro Tapajós – Comunicação, Cultura e Eventos e foi contemplada pelo Programa Cultura Criativa – 2020/ Lei Aldir Blanc – Prêmio Feliciano Lana, do Governo do Estado do Amazonas, com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura.

COMPARTILHE