Manaus, 1 de agosto de 2021

Festivais

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

‘A galera ainda vai se orgulhar muito de mim’, diz Arlindo Neto, a nova aposta do Boi Caprichoso

Ao Portal Edilene Mafra, cantor fala sobre críticas e comparações com o pai.

Por Rosianne Couto

Filho do ‘eterno’ Arlindo Jr, ícone do Festival de Parintins, Arlindo Neto não leva apenas o nome do pai. Os traços, o timbre na voz, a medalha do cordão e até o cheiro do perfume remetem ao maior ídolo da torcida do Boi Caprichoso. O cantor, que é a nova aposta do bumbá, trabalha para conquistar o público. “A galera ainda vai se orgulhar muito de mim”, diz.

Desde que pisou em um palco pela primeira vez para dar continuidade ao legado do pai, Arlindo Neto tem de lidar diariamente com críticas e comparações. Sabendo do ‘peso’ do nome do pai, o cantor garante que tudo que vem construindo na carreira artística ainda fará com que o público, em especial a galera azulada, sinta muito orgulho dele.

Arlindo Neto durante a Festa dos Visitantes, em Parintins. Foto: Divulgação

“Eu sofro muito por ser filho de quem eu sou. Não é nem sofrer, é que a galera já vem com um ‘vamos ver se parece com o pai’ e não tem nada a ver. É muito difícil desvincular tudo porque eu tenho um timbre que, querendo ou não, lembra meu pai. Fisicamente, eu pareço muito com ele. Então, é impossível não ter essa comparação”, comentou o artista do Caprichoso.

O artista destaca, ainda, que seguir levando o nome do pai não é peso. “É uma responsabilidade”, reforça.

Arlindo Neto também garante que se dedica para escrever seu nome no Festival de Parintins. “Tenho que dar meu melhor, já que foi o que eu escolhi fazer. Tenho certeza que a galera ainda vai se orgulhar muito de mim, eu estudo e me dedico muito”, prospecta.

Neto é filho de Arlindo Jr, maior ídolo do Boi Caprichoso. Foto: Divulgação

Estar artista

Ciente de que é um artista em formação, Arlindo contou ao Portal Edilene Mafra que, para evoluir no cenário musical das toadas, faz aulas de canto e consultas com fonoaudiólogo, além de buscar “sentir na galera” o que o público espera ouvir nos seus shows.

“Sinto no show o que faz a turma explodir e isso vai me ensinando como montar meu perfil. Tenho cuidado com banda, com repertório, com meu tom, algo que possa se adequar à minha extensão vocal. Tenho pouco mais de um ano cantando. É um desafio pra mim”, afirma.

Neto, que é uma das grandes apostas do Caprichoso para uma nova geração de artistas do boi, se vê muito como item 19, a galera – público que ocupa as arquibancadas do Festival de Parintins durante as apresentações no Bumbódromo’. Como a torcida, ele também se cobra bastante.

“A galera do boi é muito crítica, mas eu entendo porque sou item 19 e sou muito autocrítico. Anoto pontos onde acho que devo melhorar e assim a gente vai buscando essa evolução junto a quem já está me abraçando, me apoiando”, destaca.

Arlindo Neto é a nova aposta do Boi Caprichoso. Foto: Divulgação

Vem aí

Ao lado de outros artistas, Arlindo Neto vai oferecer ao público, no dia 28 de agosto, mais uma edição do ‘TBT Azulado’. Só que, desta vez, ao invés de live, o público poderá estar presente. O cantor e toda a equipe de organização prometem respeitar os protocolos de segurança contra a Covid-19 durante o show.

Além de Arlindo Neto, compõem a grade do evento o levantador oficial do Caprichoso, Patrick Araújo; o apresentador do boi, Edmundo Oran; e o amo do boi, Prince.

Também foram convidados para a festa os cantores Paulinho Viana, Rodrigo Lima, Klinger Jr e Uendel Pinheiro.

Da esquerda para a direita: Edmundo Oran, Arlindo Neto e Patrick Araújo. Foto: Divulgação

COMPARTILHE