Manaus, 10 de junho de 2023

Dança

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Dançarinos Márcia Bindá e Paulo Jr representam o AM em festival na Bahia

Eles são os únicos amazonenses a participar do festival.

Com informações da assessoria

Os dançarinos Márcia Bindá e Paulo Jr vão representar o estado do Amazonas no “Festival de Bachata”, em Salvador, capital da Bahia. O evento acontecerá entre os dias 9 e 11 de setembro, no Grand Hotel Stela Maris. Os artistas serão os únicos amazonenses selecionados para participar do festival.

O “Festival de Bachata” é um congresso que reúne dançarinos do mundo inteiro. “Bachata” é um gênero de música popular que nasceu na República Dominicana e depois se expandiu para muitos países. O estilo combina com outros, como merengue, “son” e bolero.

Dançarinos Márcia Bindá e Paulo Jr. Foto: Divulgação

O casal embarca nesta quinta-feira (8/9) de Manaus rumo a Salvador. “Estamos muito gratos por ter recebido esse convite dos organizadores e até surpresos por termos sido vistos como referência na nossa cidade, no estilo bachata, por pessoas de outros estados. A ansiedade é grande, mas vamos tentar dar o nosso melhor”, disse Paulo.

“Queremos transmitir todo conhecimento aprendido até aqui. Queremos mostrar para o Brasil e para o mundo que o amazonense também dança bachata, e como professor, e dançarinos que somos, isso é um grande marco na nossa carreira. Vários professores do Brasil almejam estar neste congresso”, finalizou o dançarino.

‘Festival de Bachata’

A organização do “Festival de Bachata” é de Florence Gilbert (FR) e Isackson Nascimento (BR).

O evento contará, durante a programação, com 28 workshops, três performances de dança, dois concertos ao vivo e atrações musicais, entre elas do cantor Pinto Picasso (USA), Ricky Manoel (DOM), Roger Ricco (BRA), além de DJs e as apresentações dos dançarinos participantes.

Sobre Márcia Bidá e Paulo Jr

Márcia Bidá e Paulo Jr são parceiros na vida e na dança. Ela é estudante de dança de salão e ele, acadêmico em Educação Física, professor de dança da Escola Arte da Dança e professor do Projeto Vida e Saúde do Idoso Ativo, um projeto oferecido pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

A trajetória de Paulo na dança começou em 2005, na Companhia Estrela da Dança. Tornou-se professor de dança em 2016 na Casa de Dança Leandro Oliveira. O dançarino possui várias formações na área e um extenso currículo.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!