Manaus, 21 de julho de 2024

Dança

Foto: Michael Dantas/SEC-AM
Foto: Michael Dantas/SEC-AM Foto: Michael Dantas/SEC-AM

Balé Folclórico do Amazonas participa de festival na Colômbia

Será a primeira viagem internacional da companhia.

Com informações da assessoria

O Balé Folclórico do Amazonas (BFA) desembarca na Colômbia, nesta quinta-feira (18/11), para participar do Festival Iberoamericano de Danzas Folclóricas. A primeira apresentação internacional da companhia vai acontecer na cidade de Ocaña. O grupo leva os espetáculos ‘A Dança do Sol’ e ‘Cenas Amazônicas’.

Segundo a assistente de direção do BFA, Magda Carvalho, no período de isolamento por conta da pandemia de Covid-19, o grupo ganhou visibilidade por meio de projetos virtuais, o que rendeu o convite oficial para o evento, que acontece até domingo (21/11).

“É uma grande responsabilidade representar o Amazonas em um festival internacional. Estamos muito contentes em ser o Estado fora do país”, afirma a coordenadora.

Balé Folclórico do Amazonas (BFA). Foto: Michael Dantas/SEC-AM

Enredo

O espetáculo ‘A Dança do Sol’ é inspirado no trabalho do advogado, escritor e professor amazonense Mário Ypiranga Monteiro, conhecido por sua contribuição para o estudo da história do Amazonas.

A apresentação tem 30 minutos de duração.

Já ‘Cenas Amazônicas’, conforme Magda Carvalho, reúne coreografias do repertório do Balé Folclórico, com montagens que vão desde a criação do balé até o repertório atual. É formado por músicas que valorizam o imaginário amazônico, além das danças folclóricas que enriquecem a cena com suas histórias e representatividade cultural.

“Para o Festival Iberoamericano de Danzas Folclóricas, preparamos duas esquetes do Cenas Amazônicas, de oito e dez minutos, para serem apresentadas em espaços alternativos”, adianta a assistente de direção.

Balé Folclórico do Amazonas vai participar de festival na Colômbia. Foto: Michael Dantas/SEC-AM

Balé Folclórico do Amazonas

Criado em 2001, o Balé Folclórico do Amazonas (BFA) integra os Corpos Artísticos do Estado e tem a proposta de resgatar danças tipicamente amazonenses.

A companhia é referência em danças folclóricas e traz, nos espetáculos, os elementos das culturas tradicionais da região, como os rituais indígenas e o cotidiano dos ribeirinhos.

O repertório conta com espetáculos como ‘Beiradão’, ‘Herança Africana’, ‘Cenas Amazônicas’, ‘Encantos da Amazônia’, ‘Ritos Amazônicos’, ‘Bem do interior’, ‘Causos de Cunhã’ e ‘A Dança do Sol’.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!