Manaus, 12 de julho de 2024

Cinema

Casarão das Ideias e criador do espaço cultural são destaque em documentário

O mini documentário foi lançado nesta sexta-feira (5/11).

Com informações da assessoria

O professor, produtor e artista João Fernandes, cearense que chegou a Manaus há 18 anos, é um dos principais articuladores da cena cultural da capital amazonense. O também criador e gestor do Casarão de Ideias, espaço dedicado à cultura, é destaque no mini documentário do projeto Ajuriartes, lançado nesta sexta-feira (5/11), Dia Nacional da Cultura.

A produção intitulada ‘João Fernandes celebra ‘maioridade amazônica’ com ações pela cultura’ está disponível gratuitamente na web.

“Ajuri quer dizer mutirão. A ideia é fazer esse ajuri com artistas e fazedores culturais para fomentar e divulgar a produção local. A internet é, sem dúvidas, o melhor caminho. Escolhemos esse Dia Nacional da Cultura para lançar os conteúdos sobre o João e o seu espaço cultural por entendermos a importância do trabalho que é realizado lá. Também pela representatividade que a atuação dele como produtor possui. Definitivamente não é fácil manter continuidade no trabalho artístico e de gestão cultural. O case do Casarão de Ideias é um exemplo para quem atua na área, aqui em Manaus”, destaca o idealizador do AjuriArtes Leandro Tapajós.

Leandro Tapajós e João Fernandes. Foto: AjuriArtes/Divulgação

Nos conteúdos, João conta sobre sua história desde a chegada a Manaus. O produtor, além de gerir o Casarão de Ideias, é articulador de projetos que espalham arte pelo Centro de Manaus. Ele também é criador de projetos, como o Mova-se.

“Muitos podem gostar de cultura, mas não sabem como manter uma estrutura aberta. Todo mundo pode dizer que é artista, mas viver de cultura é difícil. A arte atravessa gerações e continua sendo importante de alguma forma: ou por projetos realizados ou por novas ideias. Tenho muito a contribuir, preciso estar me movimentando. Sou incansável”, ressaltou Fernandes ao AjuriArtes.

João Fernandes é um dos 10 fazedores culturais atuantes na Amazônia selecionados para o projeto AjuriArtes. Conteúdos podem ser acessados gratuitamente no site Ajuriartes e no canal de YouTube Guerreiro Tapajós.

Professor, produtor e artista João Fernandes. Foto: Marcelo Ramos/Ajuriartes

Conteúdos

O artista João Fernandes foi o sétimo fazedor cultural atuante na Amazônia a ter conteúdos: texto, fotos e mini documentário, divulgados no AjuriArtes.

Todos contéudos podem ser conferidos no site www.ajuriartes.com.br. Semanalmente um novo nome é apresentado ao público. Até o momento, já foram veiculadas produções sobre dança, cultura popular, teatro, arte urbana, música e fotografia.

O mini documentário sobre o professor e produtor João Fernandes teve imagens e edição da Lume Criativa. Já o trabalho de reportagem foi de Diego Toledano.

A fotografia foi assinada pelo fotógrafo Marcelo Ramos e a direção geral e curadoria por Leandro Tapajós.

Casarão de Ideias. Foto: Divulgação

Projeto

Ao todo, dez nomes foram selecionados para a ação. São eles:

A realização do AjuriArtes é assinada pela Guerreiro Tapajós – Comunicação, Cultura e Eventos. A primeira edição foi contemplada pelo Programa Cultura Criativa – 2020/ Lei Aldir Blanc – Prêmio Feliciano Lana, do Governo do Estado do Amazonas, com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!