Manaus, 7 de julho de 2022

Cultura

Foto: Claudio Santos/Agência Pará
Foto: Claudio Santos/Agência Pará Foto: Claudio Santos/Agência Pará

Casa das Onze Janelas recebe exposição do Centro-Oeste do Brasil

Mostra estará disponível a partir desta terça, no espaço, em Belém.

Da redação

O Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, em Belém, recebe um recorte das artes visuais do Centro-Oeste do Brasil com a exposição ‘Conversas: resistência e convergência. A mostra estará disponível a partir desta terça-feira (9/2), nas salas Gratuliano Bibas, Valdir Sarubbi e no Laboratório das Artes.

Trabalhos de 51 artistas que vivem e produzem nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal compõem a exposição. De acordo com a Agência Pará, a mostra é considerada pioneira por ser a primeira a levar às regiões Norte e Nordeste um formato com um número tão expressivo de expoentes da arte contemporânea do Centro-Oeste.

O curador da mostra, Paulo Henrique Silva, informou que 80% das obras presentes na exposição pertencem ao acervo do Museu de Artes Plásticas de Anápolis (Mapa). Para ele, a exposição celebra a diversidade da arte contemporânea produzida na região, além de dar visibilidade e colocar em circulação obras do Mapa que estabelecem diálogos com trabalhos de artistas que ainda não estão representados no acervo do aparelho cultural.

A mostra estará disponível a partir desta terça-feira (9/2). Foto: Secult

“Os artistas convidados para a mostra contribuíram e contribuem para a construção da história da arte e para o aprimoramento da produção contemporânea dessa região. A mostra é importante para o fortalecimento das divisas culturais geradas a partir da interação com as outras regiões do Brasil e jovens artistas que, recentemente, ingressaram no circuito institucional e comercial, mas conseguiram incorporar suas produções em importantes coleções públicas e privadas”, detalhou Paulo.

Segundo a diretora da Casa das Onze Janelas, SanChris Santos, a exposição proporciona aos paraenses a oportunidade de apreciar as produções de artistas renomados da região do Centro-Oeste do Brasil, provocando a reflexão sobre a heterogeneidade artística na diversidade da produção atual.

“Os artistas selecionados, com suas percepções estéticas, abordam as transformações sociais, políticas e econômicas da região em que vivem, atravessadas e transversalizadas pelas mudanças que acontecem no país”, disse.

Conforme a Agência Pará, o projeto é uma realização da Teia Produções, em parceria com a Prefeitura de Anápolis e Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura do Pará (Secult). Os recursos são do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás.

Neste mês, a Casa das Onze Janelasa também promoverá algumas atividades paralelas, como uma live pelo projeto ‘Encontro na casa’, com o tema ‘Heterogeneidade da arte contemporânea: resistência e convergência’. Participam os curadores Paulo Henrique Silva e Vânia Leal, com mediação de Nando Lima. Durante a mostra, serão realizadas mediações educativas e oficinas de artes.

Artistas que compõem a mostra

Adir Sodré – MT, Adriana Vignolli – DF, André Santangelo – DF, Andrea Campos – DF, Anna Behatriz – GO, Antônio Obá – DF, Bené Fonteles – DF, Bia Medeiros – DF, Camila Soato – DF, Carlos Sena – GO, Dalton Paula – GO, Divino Sobral – GO, Edney Antunes – GO, Elder Rocha – DF, Eliane Chaud – GO, Elyeser Szturm – DF, Enauro de Castro – GO, Estevão Parreiras – GO, Fernanda Azou – DF, Fernando Costa Filho – GO, Flávia Fabiana – GO, Gê Orthof – DF, Gervane de Paula – MT, Grupo EmpreZa – GO/DF, Grupo Trespe – GO/DF, Humberto Espíndola – MS, João Angelini – DF, Joardo Filho – GO, Jonas Barros – MT, Leonam Fleury – GO, Luciana Paiva – DF, Luiz Mauro – GO, Luiz Olivieri – DF, Marcelo Solá – GO, Matias Mesquita – DF, Miguel Penha – MT, Pedro Gandra – GO, Pitágoras Lopes – GO, Ralph Gehre – DF, Raquel Nava –DF, Rei Souza – GO, Rodrigo Godá – GO, Selma Parreira – GO, Siron Franco – GO, Talles Lopes – GO, Usha Velasco – DF, Valdson Ramos – GO, Valéria Pena Costa – DF, Wagner Barja – DF,Yara Pina – GO, Zé César – GO.

Casa das Onze Janelas fica em Belém, no Pará. Foto: Claudio Santos/Agência Pará

Normas de funcionamento

Famílias, turistas e demais visitantes podem passear no Museu independente de agendamentos. Basta que cumpram as medidas de segurança de combate à Covid-19 e adquiram seus ingressos.

Caso as famílias, turistas e visitantes em geral sejam contempladas por isenções, não precisam pagar ingressos.

O agendamento é apenas para grupos que queiram atendimento com objetivos específicos: complementar aulas, fazer pesquisas, visitar com mediação. Nesse caso, são isentos da compra de ingresso.

COMPARTILHE