Manaus, 16 de agosto de 2022

Cinema

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Cine Casarão terá quatro estreias nesta semana em Manaus

‘Paradise – Uma Nova Vida’ e ‘A Queda’ estão entre as estreias.

Com informações da assessoria

O Cine Casarão, espaço dedicado à Sétima Arte do Casarão de Ideias, localizado no Centro de Manaus, contará quatro estreias nesta semana. ‘Paradise – Uma Nova Vida’, ‘A Queda’, ‘Sapato 36’ e ‘Brasil – África’ entram em cartaz a partir desta quinta-feira (4/8).

Os ingressos podem ser adquiridos de forma antecipada pelo Instagram (@casaraodeideias) ao preço de R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia).

Filme ‘Paradise – Uma Nova Vida’. Foto: Divulgação

‘Paradise – Uma Nova Vida’

A primeira estreia da semana, nesta quinta-feira (4/8), às 16h, será ‘Paradise – Uma Nova Vida’. Calogero e o assassino mafioso que ele delatou são isolados juntos nos alpes italianos, dentro de um programa de proteção a testemunhas. Apesar das diferenças, eles se veem próximos por conta dos efeitos do isolamento. Com direção de Davide Del Degan, o filme será reexibido domingo (7/8), às 19h45.

‘A Queda’

Ainda na quinta-feira, às 17h30, entra em cartaz ‘A Queda’, de Diego Rocha. Um fotógrafo forense fica obcecado por descobrir o que está por trás do suposto suicídio de um idoso. Ele acredita que ao encontrar a verdade conseguirá superar o medo de perder seu querido avô que está doente. O longa será reexibido na sexta-feira (5/8), às 15h30.

‘Sapato 36’

Também na quinta, estreia na programação do Cine Casarão o filme ‘Sapato 36’, às 19h30. Dirigido por Petrônio Lorena, o filme é um documentário sobre o futebol de várzea praticado no bairro de Santo Amaro, em Recife. Sonhos, realidades e sentimentos de árbitros, jogadores de todos os sexos e gêneros dividem a bola com as lembranças de famosos nomes que passaram pelo bairro como Mauro Shampoo e o tetra campeão mundial Ricardo Rocha.

‘Brasil – África’

Já na sexta-feira, às 19h45, estreia ‘Brasil – África’, de Dener Giovanini. Em um passado longínquo, a África e o Brasil eram unidos em um continente chamado Gonduana. Com o tempo, ocorre a separação geológica e, mesmo assim, muitas características ambientais e sociais se assemelham. O documentário mostra histórias de empreendedorismo, determinação e superação que geram soluções para os desafios do povo brasileiro e africano.

COMPARTILHE