Manaus, 30 de janeiro de 2023

Teatro

Foto: Hamyle Nobre/Ateliê 23
Foto: Hamyle Nobre/Ateliê 23 Foto: Hamyle Nobre/Ateliê 23

Ateliê 23 encerra primeira temporada do espetáculo ‘Cabaré Chinelo’ em Manaus nesta semana

Últimas apresentações ocorrem nesta terça (29) e quarta (30).

Com informações da assessoria

A primeira temporada de ‘Cabaré Chinelo‘, espetáculo do Ateliê 23 em parceria com a companhia argentina de teatro García Sathicq, chega à última semana, em Manaus. As apresentações ocorrem nesta terça (29/11) e quarta-feira (30/11), às 20h, no Teatro Gebes Medeiros, Centro.

O espetáculo tem 1 hora e meia de duração. A produção inspirada na pesquisa de Narciso Freitas sobre prostitutas que viveram em Manaus na época da borracha já foi assistida por 840 espectadores.

“O Cabaré Chinelo tem superado nossas expectativas totalmente, tem sido muito feliz ter uma plateia lotada para prestigiar um espetáculo local, com produção local e valores pagos”, afirma Taciano Soares, diretor do Ateliê 23.

Ateliê 23 encerra primeira temporada do espetáculo ‘Cabaré Chinelo’ em Manaus nesta semana. Foto: Hamyle Nobre/Ateliê 23

Ele destaca que a peça com ingressos esgotados toda semana fomenta a profissionalização e a valorização dos profissionais da cultura no estado.

“Isso é o mais importante, porque, no momento que essas pessoas estão lotando a plateia, também estão acreditando no nosso trabalho, respondendo positivamente e dizendo que não estamos distantes ou menores de qualquer centro urbano brasileiro que produz teatro profissional, de qualidade e de pesquisa”, explica o diretor.

O ‘Cabaré Chinelo’ é resultado de uma pesquisa continuada da companhia Ateliê 23. “O grupo completa uma década no ano que vem e tudo que colocamos em cena vem de pesquisa, de investigação que dura semanas, meses e anos”, ressalta.

Foto: Hamyle Nobre/Ateliê 23

Público

Daniel Nunes Santos, que viu o espetáculo na estreia, usou as redes sociais para falar da imersão na Belle Époque manauara entre 1900 e 1920 proposta pela companhia amazonense.

“Um elemento da peça que me chama muita atenção é a quebra da distância estética, com interação das atrizes, a provocação que elas lançam constantemente ao público, em especial ao masculino, e isso atravessa a experiência de assistir à peça”, comenta.

Ele conta que, na plateia, o espectador é jogado constantemente para o que acontece diante dele, como se o público fizesse o papel de outro personagem, o frequentador do cabaré.

“Aos poucos somos tragados para dentro da narrativa e para o protagonismo das personagens, tanto cênico quanto discursivo. Elas vão ganhando corpo e individualidade ao longo da obra, falando de si e narrando o passado”, descreve Daniel. “O que elas têm em comum é o fato de serem mulheres e isso as une como participantes desse destino que vai ao encontro da sensibilidade contemporânea de quando pensamos nas mulheres e nas suas questões históricas”.

Foto: Hamyle Nobre/Ateliê 23

Ingressos

Os bilhetes antecipados para as últimas apresentações esgotaram no domingo (27/11). Nos dias de espetáculo, os ingressos são vendidos a R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) na entrada, a partir das 19h.

Endereço O Teatro Gebes Medeiros fica localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, 937, Centro de Manaus.

O ‘Cabaré Chinelo’ tem apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), além da Fundação Nacional de Artes (Funarte) e Fondo de Ayudas para las Artes Escénicas Iberoamericanas – IBERESCENA.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!