Manaus, 20 de junho de 2024

Música

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Show no AM celebra música do Nordeste e Norte em evento com gestores culturais, em Manaus

O show ocorre nesta quinta-feira 2 de fevereiro, no Palácio Rio Negro.

Com informações assessoria

Um show no Amazonas vai celebrar a música do Nordeste e Norte, nesta quinta-feira, 2 de fevereiro de 2023. O evento ocorre no Palácio Rio Negro, no Centro de Manaus, às 18h.

A apresentação faz parte da programação do Encontro de Gestores e Produtores Culturais do Amazonas.

A mistura de ritmos, como carimbó e beiradão, vai marcar o repertório do show. Entre os músicos participantes estão Andarilha, Fidel Graça e Yara Liz, além de Otávio Di Borba, que vai fazer um resgate do gambá (trocano), ao lado de Marcelinho Rodrigues.

A dança ficará por conta de um grupo composto por dançarinas de carimbó da melhor idade do Centro de Convivência da Aparecida.

Yara Liz, Fidel Graça, Andarilha e Otávio Di Borba – Foto: Divulgação

ATRAÇÕES DO SHOW

A historiadora, produtora cultural Andarilha ressalta a contribuição nordestina. “Acredito ser fundamental reafirmar a história, memória e musicalidade nordestina aqui no Amazonas. Uma vez que recebemos tantas pessoas vindas do Nordeste que construíram a nossa sociedade e contribuíram para nossa cultura. Desse modo, devemos lembrar que a contribuição dos nordestinos não morre nos seringais ou durante o ápice do período da borracha, mas há uma continuidade a partir disso que pouco é mencionada pelas pessoas”, disse .

A mistura da musicalidade do Norte e do Nordeste também conta com show do cantor, compositor e instrumentista Fidel Graça. Ele destacou que o repertório do show será variado e dançante.

“A ideia é fazer algo bem diversificado e com esse viés de valorização da nossa cultura. Vamos mostrar um pouco de carimbó, coco, gambá – que é um ritmo nativo do Amazonas, com foco importante em Borba”, disse.

Outro borbense que vai compor o time de músicos é Otávio Di Borba, que desenvolve ações e projetos de valorização da música e do folclore regional, entre eles o Quatipuru e a Dança das Pastorinhas.

A apresentação vai dar espaço para um nome ainda em ascensão, Yara Liz, natural de Novo Airão, que também vai participar do show. Além também de Marcelinho Rodrigues, professor e gestor cultural responsável por um ponto de cultura em Borba, a Escolinha de Música Lalu.

SOBRE OS ARTISTAS

Andarilha- É produtora cultural, cantora e batuqueira da cidade de Manaus. Desde 2015, atua em grupos de cultura afro-brasileira, dentre estes: o Grupo Cultural Malungo Dudu, o Samba de Roda Vozes do Cativeiro, o Baque da Seda (RJ), o Maracatu Pedra Encantada, o Baque Mulher Manaus e a Cocada Baré. Ademais, é historiadora e integrante da Associação de Mulheres Crioulas do Quilombo, desenvolvendo projetos socioculturais de arte e música negra.

A artista lançou recentemente o clipe ‘Flor do Sertão’, disponível no YouTube, com imagens gravadas no Museu do Seringal Vila Paraíso, em Manaus.

Fidel Graça – Natural de Borba, no Amazonas, é cantor, compositor, instrumentista e produtor cultural. Graduado em Administração, com MBA em Publicidade, Marketing e Propaganda e especialização em Gestão e Produção Cultural. O artista lançou a música ‘Forró do Balanço’, que está disponível no Spotify e o clipe no YouTube, gravado na praia da Ponta Negra, em Manaus.

Recebeu as premiações do Prêmio Feliciano Lana e o Prêmio Encontro das Artes, ambos organizados pela Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas com recursos da Lei Aldir Blanc, em 2020. Entre os trabalhos marcantes estão: show ‘Luzes da Ribalta’, apresentado em turnê ao lado de Zezinho Correa, em 2015; apresentação no Festival de Ópera do Amazonas, em 2016, como integrante do Grupo Vocal dos Corpos Artísticos do Estado; show ‘Axé Odara’, com Angelo Esperança, performance que abriu o show de Margareth Menezes, em 2018.

Otávio Di Borba – Natural de Borba, no Amazonas, tem 67 anos, cursou Educação Artística (música) pela UFAM. Também é formado em Serviço Social, membro fundador do Grupo Carrapicho/1980. Atualmente, é músico fixo do Grupo Musical Raízes Caboclas, é autor e produtor do ‘Projeto Quatipuru-Folclore Borbense’, que resgata o folclore amazônico com Pastorinhas, A Dança do Gambá, Trezena de Santo Antônio, Boizinho de Rua.

Yara Liz – É cantora, instrumentista e administradora. A música sempre esteve presente na sua vida como hobby, mas em 2022 resolveu trabalhar na área, com uma mistura de vários ritmos brasileiros. Ela já tem a agenda repleta de shows por cidades do Amazonas e registra mais de 10 mil seguidores nas redes sociais @yaraliz.z, com lives.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!