Manaus, 12 de julho de 2024

Música

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Flautista investe em arranjos exclusivos para apresentações em Manaus

Carlos Alexandre de Oliveira já percorreu o país.

Da redação

O flautista Carlos Alexandre de Oliveira tem investido em arranjos exclusivos para apresentações únicas, em Manaus. Neste fim de ano, o artista, que já percorreu cidades de Norte a Sul do Brasil, está com agenda aberta para eventos particulares.

Radicado em Manaus desde 2005, Carlos já realizou dezenas de solos em restaurantes da capital amazonense. Também se apresentou em supermercados, hotéis, além de celebrações ecumênicas e igrejas.

Com um repertório especial e buscando arranjos personalizados, o flautista monta apresentações únicas e temáticas.

“Busco sempre renovar o repertório e conto com arranjos exclusivos, muitos importados, feitos sob encomenda. A sonoridade e o resultado posso observar no rosto das pessoas, ouvindo música de qualidade, para aquecer a alma”, explica Carlos.

Os arranjos do músico levam a assinatura de Dudu Oliveira Uberaba (MG), Neto Armstrong (Manaus), Max Cley (Manaus) e Civaldo Andrade (Serra Branca).

Flautista investe em arranjos sob medida para apresentações em Manaus. Foto: Divulgação

Carlos Alexandre

Início

Natural de Serra Branca, na Paraíba, Carlos Alexandre começou a carreira musical em sua cidade de origem, ainda criança. O flautista também é tubista e chef de cozinha.

Graduado em gastronomia e especialista na área de docência do ensino superior em gastronomia, ele ministra cursos e consultoria na área. Atuou como administrador e chef executivo da ‘Taberna 88’.

Chegou ao Amazonas para integrar a banda de música do Exército Brasileiro e inicialmente foi para São Gabriel da Cachoeira, interior do Estado. Em 2008, foi transferido para a banda do Comando Militar da Amazônia (CMA).

Carlos Alexandre de Oliveira. Foto: Divulgação

Música

Durante nove anos, foi integrante da Banda Manauense, viajando em turnê por 103 cidades brasileiras, pelo projeto Sonora Brasil do Sesc, no biênio 2017-2018.

Atualmente, integra a Banda Sinfônica do Amazonas, o Coral Tubones da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e faz duo com cantor Célio Costa como flautista. É produtor instrumental em estabelecimentos, além de desenvolver trabalhos como músico freelancer e personal chef na capital e Região Metropolitana de Manaus.

Carlos Alexandre explora um dos subgêneros do jazz, o Dixieland, que tem sua origem no início do século 20 em Nova Orleans, nos Estados Unidos. O gênero é marcado pelo forte acento no ritmo quaternário, e os solos quase sempre improvisados. Em Manaus, o artista integrou a Dixieland Jazz Band.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!