Manaus, 24 de julho de 2024

Moda & Beleza

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

‘Mentoplastia é a cirurgia que deixa o queixo em harmonia com a face’, diz especialista no AM

Cirurgião bucomaxilofacial Flávio Fayad explica como procedimento ocorre.

Com informações da assessoria

O queixo é uma parte importantíssima do rosto e, com o procedimento adequado, ele pode destacar a face, deixando-a mais bonita, atraente e harmoniosa. O cirurgião bucomaxilofacial Flávio Fayad recomenda a Mentoplastia, nome dado à cirurgia que muda a forma do mento ou queixo. “A Mentoplastia é a cirurgia que deixa o queixo em harmonia com a face”, diz o especialista.

Mento é um termo que se refere justamente ao popular queixo. De acordo com Flávio Fayad, há dois tipos de procedimentos com uso da Mentoplastia. O primeiro faz cortes no tecido ósseo para seu reposicionamento. A segunda usa próteses rígidas específicas para mudar o contorno estético desta área do rosto.

“Na primeira técnica podem ser feitos aumentos ou retratações do queixo, remodelando e tornando muito mais harmônica esta área. Entre seus benefícios, destacamos que esta cirurgia é utilizada para corrigir deformidades estéticas ou funcionais. Na parte funcional, a Mentoplastia corrige as dificuldades na mastigação, promove o bem-estar e auxilia também no tratamento da apneia obstrutiva que é um transtorno do sono comum e potencialmente grave”, explicou Fayad, que é professor universitário.

Mentoplastia é o nome dado à cirurgia que muda a forma do mento ou queixo. Foto: Divulgação

Segundo o cirurgião bucomaxilofacial, na perspectiva estética a Mentoplastia está mais ligada à autoestima do paciente, como deixar o queixo mais quadrado, no caso dos homens. Na segunda técnica, cirurgia com preenchedores fixos rígidos, a indicação primária seria para fins estéticos, sendo que o procedimento traz um benefício funcional secundário do lábio inferior.

“Sobre a realização da cirurgia, são necessários observar alguns critérios através de um minucioso estudo global da face do paciente para atingir a tão sonhada harmonia facial, isso se deve à grande importância que o mento tem na composição da face. Como é comum em todo procedimento cirúrgico existe a necessidade de um pré-operatório, e na Mentoplastia não é diferente. Além da avaliação global do rosto, é de suma importância avaliar também o histórico odontológico e médico de quem vai se submeter a este procedimento. Fotos são tiradas dos mais variados ângulos do queixo para uma melhor análise do que deverá ser feito”, disse Flávio Fayad.

Cirurgião bucomaxilofacial Flávio Fayad. Foto: Divulgação

Duração

Conforme informações do especialista, a cirurgia dura de 60 a 120 minutos, sendo enquadrada num procedimento estético funcional de rápida duração. Deve sempre ser realizada em ambiente hospitalar com anestesia geral, e o mais importante: sem deixar cicatriz aparente por ser uma operação realizada por uma incisão por dentro da cavidade bucal.

“Com o tempo, é algo natural e comum do ser humano promover a melhoria do queixo, e na hora de se realizar qualquer procedimento, estético tem que se levar em consideração a idade. A velhice promove mudanças físicas no corpo e no rosto. Em caso de dúvidas e ou necessidade de se conversar com um profissional especializado é importante procurar um cirurgião-dentista especialista em cirurgia bucomaxilofacial que vai passar a segurança necessária e as orientações devidas para quem desejar ter o queixo alinhado com a estrutura do rosto melhorando ainda mais a auto estima dando uma aparência mais jovial”, finalizou Fayad.

Especialista

É Flávio Fayad é doutor em implantodontia. É mestre e especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. Cirurgião bucomaxilofacial com 25 anos de experiência no mercado da Odontologia, participou de cursos de Pós-Graduação, no Brasil e no exterior, em Cirurgias Periodontais, Disfunções Temporomandibulares, Ortodontia, Harmonização Oro Facial e Estética Dental. O especialista é professor universitário orientador de linhas de pesquisas. Também ministra cursos nacionais e internacionais nas referidas áreas e tem produção científica com artigos publicados em revistas especializadas, nacionais e mundiais e capítulos de livros escritos.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!