Manaus, 16 de agosto de 2022

Literatura

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Academia Amazonense de Letras lança dois livros nesta sexta

Evento aberto ao público será na Banca do Largo, a partir das 19h.

Com informações da assessoria

A Academia Amazonense de Letras (AAL) vai lançar as obras ‘Histórias da Vida’, de Mazé Mourão, e ‘Rui Machado, um artista amazonense’, de Artemis Soares nesta sexta-feira (5/8), em Manaus. O evento, que será aberto ao público, vai começar às 19h e acontece no Largo de São Sebastião.

Os lançamentos fazem parte da programação do projeto ‘Academia no Largo’, evento feito pela AAL, em parceria com a Banca do Largo.

As obras serão distribuídas de forma gratuita na Banca do Largo, com a presença das autoras Mazé Mourão e Artemis Soares, além de intelectuais da Academia Amazonense de Letras, convidados e com a presença do boi bumbá Caprichoso.

Mazé Mourão e Artemis Soares. Foto: Divulgação

Livro ‘Histórias da Vida’

A jornalista Mazé Mourão lança ‘Histórias de Vida’, obra que empresta o nome da série de textos produzidos entre 2001 e 2009 para o caderno ‘Bem-Viver’ do Jornal A Crítica. O livro traz registros de histórias autênticas e cotidianas, tendo como cenário Manaus.

“Despretensioso, mas transbordando personalidade, como a autora, ‘Histórias de Vida’, da acadêmica Mazé Mourão, é um painel histórico-sociológico-cultural de uma cidade em permanente transformação”, diz Zemaria Pinto, no prefácio a respeito da obra.

Livro ‘Rui Machado: um artista amazonense’

Artemis Soares, professora titular na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), lança ‘Rui Machado: um artista amazonense’. A obra é dedicada ao poeta, compositor e artista plástico Rui Machado, que recentemente foi condecorado pela AAL com a Medalha do Mérito Cultural ‘Péricles Moraes’.

A autora traz a trajetória de Machado de seu nascimento até sua relação com a arte. “Ao dar lume a trajetória de vida e da significativa obra de Rui Machado, Artemis Soares o faz de forma magistral”, diz a acadêmica Rosa Mendonça de Brito, no prefácio da obra.

COMPARTILHE