Manaus, 6 de julho de 2022

Geral

Foto: Raphael Alves/TJAM
Foto: Raphael Alves/TJAM Foto: Raphael Alves/TJAM

Aristóteles Thury, presidente do TRE-AM, morre vítima da Covid-19

Ele era magistrado de carreira e professor universitário.

Da redação

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Aristóteles Lima Thury, morreu, na tarde deste domingo (14/2), em São Paulo. O desembargador foi vítima de complicações da Covid-19. A assessoria do órgão confirmou a informação, nesta tarde.

Segundo a Prefeitura de Manaus, o desembargador faleceu no hospital Oswaldo Cruz, na cidade de São Paulo (SP), onde estava internado desde o dia 3 de janeiro, quando foi transferido de Manaus, após ter o quadro de saúde agravado pela Covid-19.

Foto: Raphael Alves/TJAM

Aristóteles Thury era magistrado de carreira e professor universitário, tendo lecionado disciplinas de Direito Penal e Processual Penal em faculdades do Amazonas.

O desembargador foi eleito presidente do TRE-AM em março de 2020, para o biênio 2020/2022. A posse ocorreu maio daquele ano. Ao longo de sua carreira, atuou nas Justiças Comum e Eleitoral, tanto na primeira quanto na segunda instâncias.

No biênio 2018/2020, o desembargador foi vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) e corregedor do TRE-AM.

Foto: Raphael Alves/TJAM

Carreira

Filho do falecido promotor de Justiça Altair Ferreira Thury e da falecida pensionista Carmélia Lima Thury, Aristóteles Lima Thury se graduou em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) em 1976. No ano de 1980, tomou posse como juiz de Direito, dando início a sua passagem por diversas comarcas do interior. Em 1991, foi promovido a juiz da capital.

Em 2002, foi admitido membro da corte do TRE-AM como Juiz de Direito da classe dos magistrados, onde permaneceu por quatro anos. Em 2008, foi eleito, pelo critério de merecimento, desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

Em 2010, Thury foi designado membro da corte do TRE-AM, como substituto da classe dos magistrados, onde permaneceu por quatro anos.

No biênio 2018/2020, foi vice-presidente e corregedor do Tribunal Eleitoral.

Autoridades lamentam

Em nota, o TJAM lamentou o falecimento, destacando que o desembargador era um jurista respeitado por seus conhecimentos jurídicos e formação humanística. “A dor da perda de figura tão importante é imensa e a todos atinge, sendo a solidariedade à família e amigos fundamental neste momento”, diz o texto enviado à imprensa.

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) prestou solidariedade à família. “A Procuradoria-Geral de Justiça solidariza-se com a família nesse momento de dor, que enluta o judiciário amazonense”, destaca a nota assinada pelo procurador-geral de Justiça, Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior.

O Governo do Amazonas manifestou profundo pesar. “Com sua experiência, conduziu com todo rigor e transparência necessários às eleições municipais de 2020, ano peculiar e desafiador por conta do enfrentamento da pandemia do novo coronavírus”, destacou o Estado. “O Governo do Amazonas reconhece a contribuição de Aristósteles Thury para a magistratura do estado e presta suas condolências aos familiares e amigos”, conclui a nota.

Em 2010 foi designado membro da corte do TRE-AM, como substituto da classe dos magistrados, onde permaneceu por quatro anos. No biênio 2018/2020, foi vice-presidente e corregedor do Tribunal Eleitoral. Ao longo de sua carreira de magistrado, também lecionou as disciplinas de Direito Penal e Processual Penal em faculdades do Amazonas.

O Governo do Amazonas reconhece a contribuição de Aristósteles Thury para a magistratura do estado e presta suas condolências aos familiares e amigos.

O prefeito de Manaus, David Almeida, decretou luto de três dias, pela morte do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM).

“Estou em oração pela família e amigos do desembargador Thury que, infelizmente, foi vencido por este vírus tão cruel, que há mais de um ano vem ceifando as vidas de várias pessoas pelo mundo. Que nosso Pai celestial o receba em luz, na sua eterna morada”, afirmou o prefeito.

O vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, também lamentou. “Perdemos neste domingo uma pessoa comprometida com a Justiça, e que teve a carreira marcada pela retidão. Que Deus em sua infinita bondade receba o doutor Thury e seja o alento de seus familiares e amigos”, disse.

Foto: Raphael Alves/TJAM

COMPARTILHE