Manaus, 28 de novembro de 2022

Festivais

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução Foto: Reprodução

‘Do rufar do tambor à educação científica’: Caprichoso se despede do professor Renner Dutra

Ele foi sócio, colaborador e conselheiro de presidentes do boi.

Da redação

O Boi Caprichoso está vivendo momentos de luto, com a partida do professor Renner Douglas Gonçalves Dutra. Ele faleceu aos 57 anos, em Parintins, no Amazonas. Em texto de despedida, o bumbá lembrou a dedicação do professor ao “touro negro” e que, desde a infância, Renner Dutra “nutria um sentimento infinito pelo touro negro”.

Segundo o Caprichoso, o professor dedicou a vida ao bumbá. Começou a brincar de boi ainda criança e, na fase adulta, virou sócio, colaborador e conselheiro de presidentes do touro negro. “Sempre demonstrou orgulho em ser e ter nascido em berço Caprichoso”, escreveu o bumbá.

Graduado em Filosofia, Renner Dutra foi professor concursado da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). “Se tornou Professor Mestre em Educação com a tese “Do rufar do tambor com crianças à educação científica: uma abordagem a partir da Escola de Arte do Boi Caprichoso”, informou.

O presidente do Caprichoso, Jender Lobato, o vice-presidente, Karú Carvalho, e a diretoria lamentaram o falecimento. “A presidência presta condolências à esposa, ex-fiscal de arena, Eliane Macambira, aos filhos, João Lucas, Aida Dutra, e todos os familiares”, diz a mensagem divulgada nas redes socais.

Prefeito lamenta

O prefeito de Parintins, Bi Garcia, também lamentou o falecimento. “Em uma solenidade de posse, recebi a triste notícia do falecimento do meu amigo Renner Douglas Gonçalves Dutra”, disse.

Bi Garcia informou que Renner Dutra exerceu o sacerdócio na Diocese de Parintins e colaborou com seu governo. “Foi secretário de educação do município e chefe de gabinete em dois momentos da administração pública. Lúcido e inteligente, participava com brilhantismo dos meus planos de governo e as suas observações oportunas serviam de guia para o bom desempenho da máquina pública”, ressaltou.

O prefeito decretou três dias de luto em Parintins. “Deixo à esposa Eliane e aos filhos o meu pesar e a minha solidariedade, pedindo a Deus que conforte o coração de todos, extensivos à classe acadêmica, aos familiares, parentes e amigos”, disse.

O professor Renner Dutra foi encontrado morto em sua residência, na manhã desta sexta-feira (8/01). Segundo informações do Caprichoso, ele foi vítima de infarto.

Leia a nota divulgada pelo Caprichoso

O tambor da Marujada de Guerra silencia para a despedida de um ser de luz Renner Douglas Gonçalves Dutra, 57 anos, como um canoeiro nos braços do rio, para compor a constelação dos imortais heróis azulados. Renner Dutra, como era conhecido, sempre demonstrou orgulho em ser e ter nascido em berço Caprichoso.

Ele nutria um sentimento infinito pelo touro negro e se tornou Professor Mestre em Educação com a tese “Do rufar do tambor com crianças à educação científica: uma abordagem a partir da Escola de Arte do Boi Caprichoso”.

Desde criança, Renner Dutra brincou boi no Caprichoso e dedicou a vida ao bumbá da estrela na testa, onde, como sócio, teve voz ativa, desempenhou a função de colaborador e conselheiro de presidentes. Descanse na santa paz de Deus, no céu, no azul, na cor de navegante, porque “O amor quando é de verdade nos deixa saudade”.

A diretoria do Caprichoso, em nome do presidente Jender Lobato, e do vice-presidente, Karú Carvalho, manifesta solidariedade aos familiares do sócio Renner Dutra. A presidência presta condolências à esposa, ex-fiscal de arena, Eliane Macambira, aos filhos, João Lucas, Aida Dutra, e todos os familiares.

COMPARTILHE