Manaus, 28 de novembro de 2022

Esportes

Foto: Mauro Neto/Faar
Foto: Mauro Neto/Faar Foto: Mauro Neto/Faar

Vila Olímpica terá Torneio Caixa Interclubes de Atletismo do AM

Aproximadamente, 90 atletas devem participar do torneio.

Da redação

A Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas (Fedaeam) realizará, neste sábado (28/11), a partir das 8h, o Torneio Caixa Interclubes de Atletismo entre equipes locais e do estado de Roraima. A competição será realizada na pista de Atletismo da Vila Olímpica de Manaus, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus.

O torneio conta com o apoio do Governo do Estado por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar). Aproximadamente, 90 atletas devem participar do torneio nas categorias sub-16, sub-20 e Adulto, nos naipes masculino e feminino.

O evento busca preparar os atletas para a disputa do Troféu Brasil de Atletismo e para o Campeonato Brasileiro Caixa de Atletismo sub-23. Além disso, a competição servirá como conclusão do Curso Básico de Arbitragem em Atletismo, que está sendo realizado, nesta semana, em parceria com a Confederação Brasileira de Atletismo.

Um dos destaques da competição é o atleta Pedro Nunes, da categoria adulto, no lançamento de dardo. Segundo a presidente da federação, Marleide Borges, o torneio espera revelar outros destaques.

“Pedro é um atleta que se destaca há quase uma década, representa bem o estado e o país, sendo um dos primeiros no ranking adulto. Ele foi bem na disputa do Norte/Nordeste que aconteceu no início do mês, em Pernambuco. Também temos a expectativa do surgimento de novos talentos na categoria sub-16, que é a base para o crescimento da modalidade”, declarou.

Marleide destacou a necessidade de manter os protocolos de segurança durante o evento.

“Tenho certeza que os familiares irão comparecer para prestigiar o evento, mas é sempre bom lembrar sobre as medidas de segurança contra a Covid-19. O uso de máscara é essencial por todos, inclusive os atletas e comissão técnica. Também será usado álcool em gel para higienização dos materiais de competição, bem como para higienizar as mãos. O atleta pode tirar a máscara na hora de competir, mas assim que finalizar a prova, deve colocar novamente. Com esses feitos, nós priorizamos a saúde de todos”, concluiu.

COMPARTILHE