Manaus, 5 de julho de 2022

Amazônia

Theatro da Paz, em Belém. Foto: Elza Lima/Secult
Theatro da Paz, em Belém. Foto: Elza Lima/Secult Theatro da Paz, em Belém. Foto: Elza Lima/Secult

Theatro da Paz, em Belém, também é herança do período áureo da borracha

O teatro é considerado a primeira casa de espetáculos da Amazônia.

Por Eliena Monteiro

O Theatro da Paz, com ‘Th’ mesmo, também é herança do período áureo da borracha na Amazônia. O monumento, situado em Belém, capital do Pará, foi fundado em 15 de fevereiro de 1878. O teatro é considerado a primeira casa de espetáculos da Amazônia.

Fechado na pandemia

No dia 29 de outubro de 2020, a Secretaria de Cultura do Pará (Secutl) informou, ao Portal Edilene Mafra, que o Theatro da Paz está fechado para visitações neste período de pandemia do novo coronavírus.

As visitas e todos os espetáculos estão suspensos desde março de 2020, por tempo indeterminado.

Em reforma

O Governo do Pará aproveitou que o teatro está fechado para realizar a reforma do equipamento cultural. Segundo a Secult, as obras começaram na última semana de novembro do ano passado.

A secretaria informou que o teatro “vinha passando por problemas estruturais decorrentes da ação do tempo e das chuvas constantes na região, somados a décadas de abandono”.

Contrata por licitação pública, uma empresa especializada em serviços de restauro vai realizar os seguintes trabalhos no local: revitalização da fachada; pinturas internas e pinturas especiais; reforma de forro; reforma e limpeza de pisos; reforma das instalações elétricas; tratamento de esquadrias; revitalização total do Café da Paz; reforma completa dos banheiros e vestiários; e reforma do sistema de proteção contra incêndio.

De acordo com a Secult, a obra terá um custo total de R$ 3.000.000,00 (três milhões), com previsão de entrega para início de junho de 2021.

Theatro da Paz, em Belém, é considerado a primeira casa de espetáculos da Amazônia. Foto: Elza Lima/Secult

O Theatro da Paz

No ciclo da borracha na Amazônia, a região apresentou crescimento econômico, a partir da exploração do látex da seringueira, que era exportado para outros países, especialmente da Europa.

Conforme informações da Secretaria de Cultura do Pará, Belém foi considerada ‘A Capital da Borracha’. Para atender aos anseios daquele momento histórico, era preciso que a capital paraense tivesse um espaço para receber espetáculos do gênero lírico.

Assim, o governo da província contratou o engenheiro militar José Tiburcio de Magalhães. Ele começou o projeto arquitetônico inspirado no Teatro Scalla de Milão (Itália).

A Secretaria de Cultura do Pará destaca que o Theatro da Paz foi a primeira casa de espetáculos construída na Amazônia. O espaço tem 1.100 lugares, acústica perfeita, lustres de cristal, piso em mosaico de madeiras nobres, afrescos nas paredes e teto, dezenas de obras de arte, gradis e outros elementos decorativos revestidos com folhas de ouro.

Monumento foi construído no período áureo da borracha na Amazônia. Foto: Elza Lima/Secult

Localização

O Theatro da Paz fica na Rua da Paz, S/N, Praça da República, na cidade de Belém, no Estado do Pará. O espaço é considerado o maior teatro da Região Norte do Brasil e um dos mais luxuosos do país. Nacionalmente, também é considerado um teatro-monumento.

Dias e horários de visitação

Em dias normais de visitação, o Theatro da Paz recebe visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 17h. No horário das 13h às 14h, não há visitação.

Aos sábados, o espaço abre das 09h às 12h; aos domingos, 9h às 11h.

Valores da visitação

A taxa de visitação custa R$ 6,00. Estudantes pagam meia-entrada. A forma de pagamento é com dinheiro em espécie.

Às quartas-feiras, a visitação é gratuita para a comunidade paraense.

Agendamentos para grupos ou escolas

As visitas monitoradas para grupos com mais de 5 pessoas ou de escolas devem ser agendadas com antecedência por e-mail e fax. Também há possibilidade de entrega do requerimento na administração do Theatro.

O agendamento de escolas é feito preferencialmente para terças, quintas e sextas.

Os contatos são: +55 (91) 4009-8750 / Fax: +5 (91) 4009-8760 / Bilheteria: 4009-8758 / 8759.

Projeto Palco Virtual

No dia 10 de setembro, o Governo do Estado lançou o Projeto Palco Virtual, para oferecer, na internet, apresentações da Orquestra Sinfônica, da Amazônia Jazz Band e do Festival de Ópera.

A intenção, segundo a Secult, é “manter o vínculo da centenária casa de espetáculos com a sociedade paraense”.

De acordo com o diretor do Theatro da Paz, Daniel Araújo, o Palco Virtual divulga atrações toda segunda e sexta-feira, quando são publicados conteúdos do Festival de Ópera; terça e quinta-feira, da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP), e quarta e sábado, com vídeos da Amazônia Jazz Band.

São apresentações de pequenos grupos de músicos, gravadas no palco do TP, e que seguiram os protocolos de segurança para evitar o contágio pelo novo coronavírus. Também há entrevistas sobre os músicos e personagens que fazem parte da trajetória das orquestras. O conteúdo pode ser conferido no canal da Secult Pará no YouTube.

*Matéria atualizada no dia 12 de janeiro de 2021.

COMPARTILHE