Manaus, 20 de setembro de 2021

Turismo

Foto: Michael Dantas/SEC-AM
Foto: Michael Dantas/SEC-AM Foto: Michael Dantas/SEC-AM

SEC-AM oferece visitas mediadas em espaços culturais para escolas e grupos comunitários

O acesso é gratuito. Saiba como fazer o agendamento.

Da redação

O Governo do Amazonas divulgou que a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas (SEC-AM) oferece visitas mediadas em espaços culturais para escolas e grupos comunitários. O acesso é gratuito. Saiba como fazer o agendamento.

O secretário em exercício na SEC-AM, Cândido Jeremias, destaca que a iniciativa tem a proposta de despertar no público o interesse pelos patrimônios históricos.

“Muitas vezes é o público que vem aos espaços culturais pela primeira vez, e isso é muito significativo, porque os aproxima da história do Estado do Amazonas e do Brasil”, comenta. ‘Neste sentido, nosso papel é contribuir para uma experiência interessante, que possa, de fato, agregar valor para o conhecimento deles”, acrescenta.

Museu do Seringal. Foto: Michael Dantas/SEC-AM

Espaços culturais

O gerente da Central de Arte e Educação, Ricardo Lopes, explica que o setor é responsável por organizar as visitas em grupos a espaços como Teatro Amazonas, Palacete Provincial, Museu do Seringal Vila Paraíso, Galeria do Largo e os centros culturais Palácio da Justiça, Palácio Rio Negro e Povos da Amazônia.

“Atendemos crianças e adultos e atuamos em parceria com instituições de ensino e grupos comunitários interessados em proporcionar atividades culturais e nós facilitamos esse acesso”, afirma Lopes.

Teatro Amazonas também está na lista dos locais que podem receber as visitas guiadas. Foto: Ingrid Anne/Manauscult

Agendamento para escolas e grupos comunitários

O agendamento para visitas de escolas e grupos comunitários é diferente. Segundo a SEC-AM, o contato para agendamento desses casos pode ser feito pelo e-mail [email protected].

De acordo com Ricardo Lopes, as atividades podem ser agendadas para crianças a partir de 12 anos. A apresentação da carteira de vacinação que comprove imunização contra a Covid-19 é obrigatória.

”Trabalhamos com o número reduzido de pessoas por conta dos protocolos de segurança em prevenção à Covid-19″, lembra o gerente da Central de Arte e Educação.

Protocolos

Todos os espaços culturais administrados pelo Estado adotaram os protocolos para prevenir a transmissão da Covid-19, como distanciamento social de 1,5 metro, totens de álcool em gel em pontos estratégicos, funcionários treinados e com equipamentos de proteção, aferição de temperatura na entrada do espaço e limpeza e higienização do local. O uso de máscara é obrigatório.

COMPARTILHE