Manaus, 1 de agosto de 2021

Turismo

Foto: Divulgação/Ipaam
Foto: Divulgação/Ipaam Foto: Divulgação/Ipaam

Manaus vai ganhar Bosque Ecológico com trilhas na Zona Centro-Sul

Previsão é que o espaço seja aberto para visitação no fim deste ano.

Manaus vai ganhar um Bosque Ecológico na Zona Centro-Sul. O local contará com trilhas, passarelas elevadas, feira de artesanato, entre outros atrativos. A previsão é que o espaço seja aberto para visitação no fim deste ano.

A construção do bosque foi anunciada em 2019 pelo Governo do Estado. A inauguração estava prevista para ocorrer no primeiro semestre de 2020, mas as obras foram paralisadas em razão das medidas de restrição adotadas na pandemia.

Nesta segunda-feira (19/7), o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) informou que retomou as obras do bosque, que ficará na sede do órgão, situada na Avenida Mário Ypiranga Monteiro.

O espaço contará com uma área de 27 mil metros quadrados. Com o parque, o Ipaam quer realizar atividades com foco na educação ambiental, incluindo a formação de agentes ambientais mirins, e aproximação com as comunidades periféricas.

Bosque Ecológico terá trilhas e outros atrativos. Foto: Divulgação/Ipaam

Segundo a diretora técnica do Ipaam, Maria do Carmo, a estrutura do Bosque Ecológico contará com trilhas, passarelas elevadas, placas com a identificação das espécies botânicas presentes no local, uma edificação em estrutura de madeira para que os visitantes possam observar a vegetação, os animais e o corpo d’água batizado de Bindá.

“Todos os acessos estão sendo construídos de acordo com as normas técnicas exigidas para um bosque temático e ecológico, observando, inclusive, as exigências de acessibilidade para as pessoas com deficiência reduzida”, informou.

Num primeiro momento, o bosque funcionará com sua capacidade de visitantes reduzida, voltado, principalmente, aos alunos da rede pública presentes em bairros próximos da instituição.

“O espaço terá como programação um dia voltado para feiras de artesanato e orgânicos que ainda será estabelecido; além de oferecer uma experiência com produção de adubo, preparação do solo, mudas, bem como uma horta comunitária. Além disso, irá dispor de biblioteca móvel, sendo uma van e um ônibus estruturados com equipamentos tecnológicos e exemplares para atividades teóricas”, explicam os analistas ambientais e fiscais do Ipaam, José Raimundo Rabelo Filho e Edison Pinheiro Gomes, que idealizaram o projeto do Bosque e estão à frente do andamento das obras.

Termo

O projeto foi viabilizado a partir de repasses feitos por meio de um– Termo de Ajustamento de Conduta Ambiental (Taca). Toda a madeira utilizada para a construção da passarela e de outras edificações do bosque é originária de apreensões e foi doada pela Polícia Federal (PF).

COMPARTILHE