Manaus, 6 de julho de 2022

Geral

Foto: Reprodução/Rede Amazônica
Foto: Reprodução/Rede Amazônica Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Rede Amazônica reúne depoimentos inéditos no especial ‘Eternamente Zezinho’

O programa vai ao ar logo após o Altas Horas, da Rede Globo.

Por Eliena Monteiro

A Rede Amazônica exibirá o especial ‘Eternamente Zezinho’, na noite deste sábado (6/2), em homenagem ao cantor, que faleceu, no início do dia, vítima da Covid-19. O programa, que vai ao ar logo após o Altas Horas, da Rede Globo, reúne depoimentos inéditos do artista amazonense.

Conforme a produção, o programa vai levar o espectador a fazer uma viagem na trajetória de José Maria Nunes Corrêa, o Zezinho Corrêa. O especial resgata as raízes artísticas culturais do cantor, indo dos tempos do teatro até a chegada aos palcos internacionais dos circuitos de música europeus.

Durante o programa, serão exibidos trechos inéditos de uma entrevista realizada pelo apresentador Oyama Filho na casa do Zezinho, em 2015. O especial também vai contar com a participação de vários amigos, artistas e admiradores que enviaram depoimentos em homenagem ao cantor.

A produção do especial ‘Eternamente Zezinho’ é assinada pela Programação da Rede Amazônica. De acordo com o setor, a ideia do programa nasceu da “necessidade de prestar uma justa homenagem a Zezinho Corrêa, haja vista que este é o maior nome da música amazonense, responsável por levar a cultura do Norte do Brasil para o resto do mundo”.

Oyama Filho e Zezinho Corrêa. Foto: Reprodução/Rede Amazônica

A direção do especial é de Rafael Occhi, diretor de programação, e Isaac de Paula, gerente de conteúdo. A coordenação do programa é de Oyama Filho, apresentador do Paneiro, programa de arte e cultura da Rede Amazônica.

Ao Portal Edilene Mafra, Oyama contou que a relação com Zezinho começou ainda na infância. “Minha mãe sempre foi muito fã, ia para os shows. E depois que tudo foi passando, eu comecei a ir para os shows com ela, até eu entrar no meio da comunicação, na rádio, na televisão, até nós realmente virarmos amigos”, lembra.

Segundo o apresentador, nos seis anos de existência do Paneiro, Zezinho sempre esteve presente, cantando ou dando entrevistas. “A gente está fazendo o possível para fazer um programa do nível dele, da altura dele, do tamanho dele. Sem dúvida, é um programa com muita emoção, a gente tentou colocar um pouco da história dele, resgatou fotos antigas, resgatou material que ainda não tinha ido ao ar. A gente espera que as pessoas se emocionem e lembre dele sempre como um grande artista, como representante da nossa cultura da Amazônia, e com muita muita alegria, que era como ele gostava de ser lembrado e de como ele gostava de viver também”, disse Oyama.

O especial ‘Eternamente Zezinho’ será exibido após o Altas Horas. Assista, abaixo, à chamada do programa.

COMPARTILHE