Manaus, 6 de julho de 2022

Coronavírus

Arte: Dupla Criação Publicidade/Reprodução
Arte: Dupla Criação Publicidade/Reprodução Arte: Dupla Criação Publicidade/Reprodução

Figuras folclóricas: arte ilustra ajuda do Maranhão ao Amazonas na pandemia

Imagem traz bois de Parintins e Bumba Meu Boi do Maranhão.

Por Stephane Simões

A agência de publicidade Dupla Criação, em São Luís, no Maranhão, fez uma ilustração, nesta sexta-feira (15/01) com os bumbás Caprichoso e Garantido, do Festival de Parintins, no Amazonas, e o Bumba Meu Boi, do Maranhão. A imagem ilustra o apoio aos pacientes que estão sendo transferidos do Amazonas para unidades hospitalares no Nordeste, na pandemia.

O Amazonas vive a segunda onda de pico da pandemia da Covid-19, com superlotação nos hospitais e falta de oxigênio.

“Meus amigos Caprichoso e Garantido, aqui no Maranhão estamos prontos para receber o seu povo”, diz a imagem, que ganhou repercussão ao longo do dia entre os internautas amazonenses.

A imagem foi publicada no Instragram da agência. Arte: Dupla Criação Publicidade/Reprodução

Na publicação feita no Instagram, a agência de publicidade escreveu, ainda: “toda nossa solidariedade ao povo manauara neste momento tão doloroso e difícil”.

Na arte, os três bois usam máscaras, reforçando a necessidade de cuidados na pandemia.

O boi-bumbá do Amazonas, que reúne os bois Garantido e Caprichoso, foi inspirado no Bumba Meu Boi do Maranhão. Anualmente, os dois bois amazonenses disputam o Festival de Parintins, que, em 2020, foi adiado por conta da pandemia.

Pacientes transferidos

Nesta semana, o Amazonas vive uma crise, por conta da falta de oxigênio para tratar pacientes graves acometidos pela Covid-19. Estados do Nordeste brasileiro têm recebido pacientes do Estado, que fica na Região Norte do país.

Segundo o Governo do Amazonas, nove pacientes que estavam internados nas unidades da rede pública estadual foram transferidos, na manhã desta sexta-feira (15/01), para continuar o tratamento em Teresina, no Piauí. O grupo foi o primeiro dos 235 que serão enviados para cinco estados brasileiros.

Os pacientes saíram dos Hospitais e Prontos-Socorros (HPS) 28 de Agosto e Platão Araújo para receber atendimento no Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Teresina. Pela manhã, o governo amazonense informou que um segundo grupo de 15 pacientes seria encaminhado para São Luís, no Maranhão, ainda nesta sexta.

O transporte aéreo foi feito pela Força Aérea Brasileira (FAB), que tem atuado na força-tarefa ao lado do Governo do Estado e Ministério da Saúde (MS) no enfrentamento à Covid-19.

COMPARTILHE