Manaus, 25 de julho de 2024

Amazônia

Pirarucu. Foto: Larissa França/Sema
Pirarucu. Foto: Larissa França/Sema Pirarucu. Foto: Larissa França/Sema

Pesca: entenda o que é o período de defeso no Amazonas

A ideia é evitar a escassez ou extinção dos peixes.

Da redação

Todos os anos, o Amazonas passa pelo período do defeso. Nesse espaço de tempo, ficam proibidas as pescas de algumas espécies de peixes.

Segundo o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), a medida busca proteger as espécies aquáticas. A ideia é evitar a escassez ou extinção dos peixes, especialmente dos mais consumidos pela população.

Em 2020, o período de defeso começou no dia 15 de novembro, e a proibição da pesca segue até o dia 15 de março de 2021. Nesse período, estarão vetadas as pescas das espécies aruanã, caparari, mapará, matrinxã, pacu, pirapitinga, sardinha e surubim.

Por conta da pandemia, neste ano, o Ipaam informou que não conseguirá fazer as campanhas educativas e de sensibilização nas feiras, mas contará com o auxílio da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc) para distribuir os cartazes informativos.

Declarações

Segundo o Ipaam, os proprietários de frigoríficos que já têm peixes das espécies incluídas armazenados, devem apresentar uma declaração de estoque até esta terça-feira (17/11). O Ipaam é responsável pelo recebimento das declarações de estoque referentes às espécies caparari e surubim.

Em relação às demais espécies incluídas no defeso, a declaração de estoque deve ser entregue ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Para a realização das declarações de estoque, os empreendedores devem enviar um e-mail contendo todos os documentos para o endereço [email protected]. No caso de outras dúvidas a respeito do período de defeso, os empresários também podem entrar em contato pelos números 2123-6762 ou 98441-8303.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!