Manaus, 16 de agosto de 2022

Turismo

Foto: Franciele Cardoso/Musa
Foto: Franciele Cardoso/Musa Foto: Franciele Cardoso/Musa

Museu da Amazônia reabre ‘Casa das Serpentes’ para visitação em Manaus

Reabertura será nesta sexta-feira (5/8), a partir das 8h30.

Com informações da assessoria

O Museu da Amazônia (Musa) vai reabrir a Casa das Serpentes, nesta sexta-feira (5/8), a partir das 8h30, em Manaus. A exposição, que reúne mais de dez espécies de serpentes vivas, volta a receber visitação após período de manutenção.

O objetivo da Casa das Serpentes é reunir um trabalho de educação ambiental e divulgação científica sobre os animais do Brasil. Alimentação, acasalamento e predação são alguns comportamentos que podem ser analisados por especialistas, além da coleta de parasitas para observação e pesquisa.

Durante o passeio, os visitantes também podem se deparar com as serpentes trocando de pele, bebendo água, dormindo, ou ativas durante o dia.

Fachada do Museu da Amazônia, em Manaus. Foto: Franciele Cardoso/Musa

Casa das Serpentes

A Casa das Serpentes conta com três grandes famílias de animais: a família Viperidae possui grande importância médica e farmacológica devido aos estudos e aplicações do potente veneno de espécies como a jararaca-da-norte (Bothrops atrox).

Já a família Boidae é constituída por espécies não peçonhentas que impressionam pelo tamanho — no recinto externo há uma jiboia viva (uma Boa constrictor de 2,5 metros de comprimento) que pode ser vista de perto.

Um esqueleto de sucuri (Eunectes murinus), que foi reconstruído, é utilizado no trabalho de educação ambiental para preservação da espécie. Da mesma família de serpentes, a suaçuboia (Corallus hortulana) da casa deu origem a quatro filhotes, e podem ter seu crescimento acompanhado nos terrários da exposição.

A espécie Papa-pinto (Spilatos sulphureus) pertence à família Colubridae: uma cobra verde com comportamento diurno, que costuma receber os visitantes com olhos e postura atentas.

Casa das Serpentes situada no Musa. Foto: Valter Calheiros

Musa

O Musa recebe visitantes diariamente, com exceção das quartas-feiras. O visitante pode optar entre visita com guia (conta com um monitor para conduzir o grupo entre trilhas e exposições), e visita sem guia.

Ambas atividades contam com meia entrada para manauaras, moradores de Manaus, estudantes, professores, idosos acima de 60 anos, acompanhantes de PcD, bombeiros, forças armadas (exército, marinha e aeronáutica) e policiais civis e militares. Crianças até 5 anos e PcD não pagam.

A visita guiada: custa R$ 50 (inteira), por pessoa. É necessário fazer agendamento no e-mail: [email protected] ou no número: (92) 99280-4205.

Já a visita sem guia sai no valor de R$ 30 (inteira), por pessoa. Não é necessário agendar.

Protocolos

O Museu da Amazônia está localizado na Reserva Florestal Adolpho Ducke, na Zona Norte de Manaus. Portanto, outras serpentes habitam as trilhas e podem até mesmo serem avistadas em um passeio. Com isso, é obrigatório o uso de sapato fechado para entrada.

COMPARTILHE