Manaus, 17 de junho de 2024

Turismo

Pesca Esportiva- Foto: Leonardo Leão/ Amazonastur
Pesca Esportiva- Foto: Leonardo Leão/ Amazonastur Pesca Esportiva- Foto: Leonardo Leão/ Amazonastur

Cidades do AM têm até o dia 28 de março para renovar cadastro no Mapa do Turismo Brasileiro

Novos municípios também podem fazem o cadastro.

Com informações da assessoria

As cidades do Amazonas têm até o dia 28 de março de 2023 para renovar cadastro no Mapa do Turismo Brasileiro. O alerta é da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur).

Segundo a Amazonastur, novos municípios também podem fazem o cadastro na ferramenta. A plataforma guia as políticas públicas e as decisões sobre a distribuição de recursos para o turismo.

O Mapa do Turismo Brasileiro é uma plataforma gerenciada pelo Ministério do Turismo. No Amazonas, o trabalho é realizado em conjunto com a Amazonastur.

Atualmente, o Amazonas conta com 26 municípios no Mapa do Turismo Brasileiro. Segundo o presidente da Amazonastur, Gustavo Sampaio, o cadastro é uma oportunidade para as administrações municipais entrarem no radar dos investimentos do governo federal.

“É uma ferramenta administrativa que serve para orientar as políticas públicas e destinação de recursos federais”, disse. “Estar no mapa possibilita recursos para a realização de obras de infraestrutura e capacitação por meio da oferta de qualificação profissional, entre outros benefícios”, completou.

No Amazonas, as cidades que precisam renovar o cadastro são: Anori, Atalaia do Norte, Barcelos, Benjamin Constant, Boa Vista do Ramos, Borba, Careiro, Coari, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Maués, Nhamundá, Novo Airão, Novo Aripuanã, Parintins, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, São Sebastião do Uatumã, Tabatinga e Uarini.

COMO FAZER O CADASTRO

Para participar do Mapa do Turismo Brasileiro, os municípios devem acessar o site do Sistema de Informações do Mapa, no endereço https://sistema.mapa.turismo.gov.br/#/login, até o dia 28 de março.

A participação no Mapa é aberta a todos os municípios, desde que observem os critérios estabelecidos na Portaria Ministerial nº 41/2021, construídos em conjunto com as Unidades da Federação, além dos requisitos previstos na Portaria da Amazonastur nº 178/2021.

Entre os requisitos, o município precisa dispor de uma secretaria/departamento para o turismo, Lei Orçamentária, prestadores de serviços turísticos de atividade obrigatória regular no Cadastur e Conselho Municipal de Turismo ativo.

As cidades também devem assinar um termo de compromisso e preencher a aba referente à atividade turística dos municípios.

Por fim, os municípios também precisam comprovar a existência de uma instância de governança regional no turismo, como um conselho, fórum, comitê ou associação, responsável por sua gestão.

Após o preenchimento das informações, por meio de seus órgãos oficiais de turismo, Municípios, Estados e Distrito Federal (DF) têm até 30 dias corridos para revisar e homologar os cadastros no sistema do Mapa e enviar para aprovação do Ministério do Turismo, que por sua vez terá até 15 dias corridos para realizar a aprovação e publicá-lo no Mapa do Turismo.

Após a inclusão, o cadastramento terá validade de um ano.

DÚVIDAS

Os municípios podem entrar em contato com Departamento de Turismo da Amazonastur para tirar dúvidas e buscar orientações, por meio dos números (92) 2101-8158 e 2101-8179 e dos e-mails [email protected] e [email protected], de segunda a quinta-feira, das 8h às 17h, e nas sextas-feiras, das 8h às 14h.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!