Manaus, 19 de julho de 2024

Teatro

Foto: Laryssa Gaynett/Fetam
Foto: Laryssa Gaynett/Fetam Foto: Laryssa Gaynett/Fetam

Atriz Ednelza Sahdo é homenageada no Festival de Teatro da Amazônia 2022

Sahdo é onsiderada a dama do teatro amazonense.

Com informações da assessoria

A atriz Ednelza Sahdo, com mais de 50 anos de carreira, é a homenageada no Festival de Teatro da Amazônia 2022, realizado pela Federação de Teatro do Amazonas (Fetam). A mostra não-competitiva leva o nome da artista, na qual irá reexibir 12 espetáculos consagrados do circuito atual.

Durante a programação do festival haverá uma breve apresentação da trajetória da atriz.

A 16ª edição do FTA começa neste domingo (2/10) e segue até 12 de outubro, em diversos espaços da cidade de Manaus.

Ednelza Sahdo. Foto: Laryssa Gaynett/Fetam

A escolha de homenagear a atriz contempla um legado de lutas e quebras de preconceitos. Ednelza iniciou a carreira aos 13 anos, numa época em que as mulheres não tinham tanto espaço. Mesmo com essa limitação da sociedade, isso não a impediu de conquistar uma carreira ao ponto de ser considerada ao longo dos anos: a dama do teatro amazonense.

A contribuição dela para as artes cênicas na Amazônia é considerada um fenômeno.

“A atriz e cantora Ednelza Sahdo é uma representante dentre várias outras artistas do Estado do Amazonas que contribuíram e contribuem com a cena teatral e artística do Amazonas. Ednelza Sahdo está no hall das grandes atrizes do Teatro Brasileiro, pois é multiartista, atuando na cultura popular à música. É um fenômeno artístico”, ressalta o presidente da Fetam, Francis Madson.

Sahdo é uma artista e federada atuante nos processos políticos da Fetam. “Ela já fez parte na diretoria da Fetam em gestões anteriores, mas, também, já atuou em inúmeras peças de teatro como atriz, cantora e diretora durante os XVI anos de Festival. Por isso, construir essa honraria é fundamental”, complementa Madson.

Ednelza Sahdo. Foto: Laryssa Gaynett/Fetam

Festival de Teatro da Amazônia 2022

O XVI Festival de Teatro da Amazônia conta com duas mostras presenciais, uma competitiva e outra paralela, com montagens locais e nacionais. A programação do evento é gratuita.

A Mostra Jurupari será competitiva e apresentará uma seleção composta por 12 espetáculos inéditos no festival. Já a Mostra Ednelza Sahdo irá reexibir 12 espetáculos consagrados do circuito atual.

A curadoria é assinada pelo ator e diretor Dyego M, a artista de dança Mariana Pimentel, e do artista da cena, Felipe de Assis.

O Festival contará também com a oficina ‘Da Ideia à Escrita: Produção Cultural com Mulheres’, de Juliana Tavares.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO FESTIVAL:

Domingo (2/10)

20h – Boxe compalhaçada (AM), no Largo São Sebastião – Mostra Ednelza Sahdo – Livre

Segunda-feira (3/10)

15h – O Cavaleiro da Armadura de Sol (AM), no Teatro Amazonas – Mostra Ednelza Sahdo – Livre
20h – retrAtos de Qorpo Santo (AM), no Teatro Amazonas – Convidado – 14 anos

Terça-feira (4/10)

10h – O Ovo da Cuca (SP), no Teatro Amazonas – Mostra Jurupari – Livre
18h – Recolon (AM), no Largo São Sebastião – Mostra Ednelza Sahdo – Livre
20h – A Mulher do Fim do Mundo (AP), no Teatro Amazonas – Mostra Ednelza Sahdo – 14 anos

Quarta-feira (5/10)

10h – Um Fantasma para sua Majestade (AM) – Convidado – Local a definir – Livre
18h – Amar é Crime (SC), no Teatro Gebes Medeiros – Mostra Jurupari – 18 anos
20h – Murillo João Ramos Acácio Pereira da Costa: Um Artista da Luz Vermelha (CE), no Teatro Amazonas – Mostra Ednelza Sahdo – 18 anos

Quinta-feira (6/10)

10h – Sopro D’água (PE), no Teatro da Instalação – Mostra Jurupari – 14 anos
17h – Preciso Falar (AM), no Teatro Gebes Medeiros – Mostra Jurupari – 10 anos
20h – Índice 22 (SP), no Teatro da Instalação – Mostra Jurupari – 16 anos

Sexta-feira (7/10)

17h – Se eu fosse um Rato (AM), no Teatro Gebes Medeiros – Mostra Ednelza Sahdo – 14 anos
18h30 – A Corda e o Acordo (AM), no Largo São Sebastião – Mostra Jurupari – Livre
20h – Desassossego (AM), no Teatro da Instalação – Mostra Jurupari – 18 anos

Sábado (8/10)

10h – Menina Miúda (AM), no Teatro Amazonas – Convidado – Livre
18h – Gotas de Saberes (RR), no Teatro da Instalação – Mostra Jurupari – Livre
20h – A Mulher que desaprendeu a dançar (AM), no Teatro Amazonas – Mostra Ednelza Sahdo – 14 anos

9 de outubro (domingo)

10h – Enxergando o Invisível (AM), no Teatro Amazonas – Convidado – Livre
17h – Corpos-Troncos Etc Jaz (AM), na Santa Casa de Misericórdia – Mostra Ednelza Sahdo – Livre
19h – A Herança Maldita de Mercedita de La Cruz (AM), no Teatro Amazonas – Convidado – 14 anos

10 de outubro (segunda-feira)

15h – Lá vem o Teatro (AM), no Teatro Amazonas – Convidado – Livre
17h – Traços de Esmeralda, no Teatro Gebes Medeiros – Mostra Ednelza Sahdo – Livre
20h – Ikuâni (AC), no Teatro Amazonas – Mostra Ednelza Sahdo – 14 anos

11 de outubro (terça-feira)

15h – A Máquina do Tempo (RJ), no Teatro Amazonas – Mostra Jurupari – Livre
17h – Experimento 1: Masculino? (MG), no Teatro Gebes Medeiros – Mostra Ednelza Sahdo – 14 anos
19h – Eu, Romeu, no Largo São Sebastião – Mostra Jurupari – Livre

12 de outubro (quarta-feira)

10h – O Jardim Enfeitiçado (AM), no Teatro Amazonas – Mostra Jurupari – Livre
17h – Ficções do Interlúdio (PR), no Teatro Gebes Medeiros – Mostra Ednelza Sahdo – Livre
20h – Onde Morrem os Pássaros? (RO), no Teatro Amazonas – Mostra Jurupari – 10 ano

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!