Manaus, 9 de agosto de 2022

Música

Foto: Joelma Sanmelo/UEA
Foto: Joelma Sanmelo/UEA Foto: Joelma Sanmelo/UEA

Laboratório de Música da UEA oferta 80 vagas para crianças, em Manaus

Inscrições seguem até domingo (31/7) e devem ser feitas pelo responsável.

Da Redação

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) está com inscrições abertas para o Laboratório de Práticas e Ensino Musical (Lapem). São disponibilizadas 80 vagas para crianças com idades que variam de 7 a 12 anos. As aulas serão realizadas na Escola Superior de Artes e Turismo (Esat), em Manaus. Confira as regras.

As vagas são do Projeto de Orquestras e Bandas Infantis e Juvenis do Amazonas. Das 80 vagas, 30 vagas destinadas aos instrumentos de banda (sopros), 30 vagas para violinos e 20 vagas para o Coral Infantil.

Laboratório de Música da UEA. Foto: Joelma Sanmelo/UEA

Inscrições

As inscrições seguem até domingo (31/7) e devem ser realizadas pelo responsável do candidato por meio do formulário no link:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdj2ac4wT62GjKQy2FC_hga3s8WpW9iMq1-eHmGPxDrMvfaTg/viewform.

O resultado será divulgado no dia 3 de agosto, próxima quarta-feira.

Aulas

De acordo com a UEA, os alunos poderão estudar sobre diversos instrumentos, sendo eles: trompete, flugelhorn, trompa, trombone, bombarbino, tuba e violino, além do coral infantil.

Desenvolvido no Lapem, o projeto é coordenado pelos professores Fábio Carmo Plácido e Cláudia Araújo Menezes, da Escola Superior de Artes e Turismo da UEA (Esat).

Pré-requisitos do Lapem

Para as respectivas modalidades, os candidatos devem atender os seguintes pré-requisitos:

  • para instrumentos de banda, o candidato deve ter idade mínima de 9 anos;
  • para orquestra de violinos, o candidato deve ter idade mínima de 7 anos;
  • para todos os grupos, a idade máxima é de 12 anos;
  • o aluno deve estar regularmente matriculado na escola e não pode fazer parte de nenhuma corporação musical;
  • para vagas de violinos, o candidato deve ter o próprio instrumento.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: [email protected].

COMPARTILHE