Manaus, 6 de julho de 2022

Cultura

Foto: Michael Dantas/SEC
Foto: Michael Dantas/SEC Foto: Michael Dantas/SEC

Pandemia: campanha volta a pedir doações para artistas amazonenses

Doações de alimentos podem ser feitas a partir de segunda (18/01).

Da redação

Diante do segundo pico da pandemia da Covid-19 no Amazonas, a campanha ‘Alimente Nossa Arte’, voltada a ajudar os artistas amazonenses, retornou. A iniciativa vai receber doações de cestas básicas e alimentos a partir de segunda-feira (18/01), no Teatro Amazonas, em Manaus. Empresários que participarem, poderão receber contrapartidas de artistas.

A campanha foi idealizada em março de 2020, durante o primeiro pico da pandemia, pela Academia Amazonense de Música (AAM) e a classe artística. De acordo com os organizadores, a classe artística é a principal categoria impactada pelo efeitos financeiros da pandemia.

Campanha recebe doações de cestas básicas e de alimentos. Foto: Divulgação

Como ajudar

As entregas de cestas básicas e alimentos poderão ser feitas a partir de segunda (18/01), no Teatro Amazonas, localizado no Centro Histórico, de segunda a sábado, no horário das 9h às 17h.

As doações poderão ser entregues pelo portão da lateral, que fica na Rua 10 de julho. As pessoas não precisam sair do carro, para que sejam as normas de segurança contra o contágio pela Covid-19.

Doações em dinheiro em qualquer valor poderão ser feitas por meio do PIX da Academia Amazonense de Música – 33.638.155/0001-07 ou via PayPal [email protected].

Para o empresário que quiser contribuir com a campanha, os artistas estão ofertando contrapartida de shows, vídeos institucionais e locuções. A contrapartida depende da quantidade de cestas básicas doadas.

Doações serão recebidas na área externa do Teatro Amazonas. Foto: Michael Dantas/SEC

Doações em 2020

Por meio de lives solidárias, parcerias da iniciativa privadas, e com doações em vaquinhas foram distribuídas 2.650 cestas básicas para os artistas amazonenses, somente em 2020.

“É pouco para a realidade dos trabalhadores da arte do nosso estado, tanto que conseguimos ajudar somente a capital, pois não conseguíamos suprir se quer Manaus para poder encaminhar doações para o interior. Estima-se que em todo o estado do Amazonas haja mais de 14 mil artistas. Na Academia Amazonense de Música temos mais de 1600 cadastros de diversas categorias, não só da música”, explicou o cantor lírico e presidente da AAM, Josenor Rocha.

A AAM lembrou que o Amazonas enfrenta uma segunda crise ocasionada pela Covid-19, com o aumento de casos, internações e mortes. Como o Governo do Estado precisou suspender as atividades não essenciais, muitos artistas ficaram sem poder trabalhar.

COMPARTILHE