Manaus, 28 de novembro de 2022

Coronavírus

Foto: Governo de São/Paulo
Foto: Governo de São/Paulo Foto: Governo de São/Paulo

Estado e Prefeitura suspendem vacinação em Manaus para reformulação da campanha

Campanha será reformulada, em razão da quantidade de doses.

Da redação

O Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus suspenderam a vacinação contra a Covid-19 para profissionais da área da saúde. O Estado e o município informaram que a decisão é para reformulação da campanha.

De acordo com o governo, a suspensão foi definida em reunião virtual das Secretarias de Saúde do Estado (SES-AM), Municipal (Semsa-Manaus) e órgãos de controle, nesta quarta-feira (20/01). A suspensão é temporária e vai durar apenas esta quinta-feira (21/01).

O objetivo é a reformulação da campanha nas unidades de saúde, considerando a quantidade insuficiente de doses de vacina disponibilizadas nessa primeira fase pelo Ministério da Saúde, que corresponde a 34% dos profissionais da área de Saúde no Estado.

Nesta quinta, serão discutidos critérios que vão definir quais são os profissionais que terão prioridade para receber essas primeiras doses e quais as unidades de saúde prioritárias. A decisão sairá do Comitê de Resposta Rápida de Enfrentamento da Covid-19, integrado pelos três níveis de gestão – federal, estadual e municipal. E, após isso, as unidades de saúde deverão enviar a lista nominal dos profissionais, com o setor em que cada um trabalha, para a Semsa reprogramar a vacinação nas unidades.

Segundo o Governo do Amazonas, os participantes da reunião chegaram ao consenso que, neste primeiro momento, deve ser priorizado o profissional que está mais exposto ao novo coronavírus e que nessa exposição corre mais risco de morte. A orientação é de que a prioridade deva ser dada aos profissionais das unidades de referência, de média e alta complexidade, que tenham contato direto com pacientes com Covid-19, levando em conta fatores como comorbidade e a idade.

A exceção é para os profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), única categoria que vai receber a vacina amanhã.

Também ficou definido que será garantida a segunda dose para os profissionais que já foram vacinados até esta quarta-feira (20/1).

Participaram da reunião representantes da Semsa Manaus, da SES-AM, das unidades de saúde, do Ministério Público Estadual, do Ministério Público Federal, da Defensoria Pública Estadual, da Defensoria Pública da União e do Ministério Público do Trabalho.

COMPARTILHE