Manaus, 5 de julho de 2022

EVENTOS

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Produtor amazonense Serginho Carvalho realiza live sobre música

Com mais de 30 anos de carreira, ele já atuou com Djavan e outros artistas.

Com informações da assessoria

O produtor amazonense Serginho Carvalho realizará uma live sobre música, nesta terça-feira (21/12), a partir das 20h. Com mais de 30 anos de carreira, ele já atuou na banda de grandes cantores, como Djavan, Zeca Baleiro, Rita Lee, Leila Pinheiro, Luciana Melo, Simoninha, Oswaldo Montenegro, Dani Black, Seu Jorge, entre outros.

A live será realizada no Instagram do músico (@serginhocarvalho_musica) e do produtor musical Erick Omena (@omenaerick).

O projeto da live visa preencher a falta de palestra sobre o assunto em Manaus, principalmente as de formação a partir da base, direcionada exclusivamente aos jovens. A ideia é instruir os participantes, para que tenham uma melhor análise dos cenários local e nacional.

“O objetivo é conscientizar em relação às primeiras barreiras enfrentadas pela profissão; dar dicas sobre como conciliar os estudos regulares com o estudo da arte; discutir sobre o preparo para enfrentar o mercado artístico, levando em conta suas possibilidades, além de trabalhar repertório, vocabulário e estimular conhecer grandes nomes da música amazonense, preservando a memória do estado”, destaca a organização do evento.

Produtor amazonense Serginho Carvalho. Foto: Divulgação

Serginho Carvalho

Serginho Carvalho saiu de Manaus, sua cidade natal, aos 19 anos. Sua história se fortaleceu por oito anos, quando fez parte da banda do Djavan e tocou com outros artistas nacionais.

Atualmente, ele é baixista do grupo ‘O Teatro Mágico’ e acaba de vencer o Samsung E-festival Instrumental, uma das maiores premiações do país.

Com uma trajetória no mercado da música com mais de 30 anos, o cantor se propõe a compartilhar as experiências que o tornaram um grande compositor, garantindo direcionamentos para quem está começando a carreira ou queira se estabelecer no mercado da música.

COMPARTILHE