Manaus, 3 de dezembro de 2021

EVENTOS

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Exposição que reúne acervo pessoal e artístico de Zezinho Corrêa estreia em outubro em Manaus

São mais de 1.500 itens. Há figurinos, fotos, entre outros objetos.

Da redação

Zezinho Corrêa será homenageado com uma exposição na Casa Luppi, Centro de Manaus. A mostra ‘Amazonas, Rio da Minha Vida – A Arte de Zezinho Corrêa’ abrirá para visitação gratuita no dia 23 de outubro. Com mais de 1.500 itens, o acervo pessoal e artístico do cantor amazonense conta com fotos, figurinos, móveis, entre outros objetos.

A exposição traz, ainda, registros audiovisuais das conquistas e premiações fonográficas do artista.

Nascido na comunidade de Imperatriz, em Carauari, no Amazonas, Zezinho Corrêa ficou conhecido mundialmente por divulgar a cultura do Amazonas. O cantor faleceu em fevereiro deste ano, vítima de complicações da Covid-19.

Ele deixou um legado de mais de 1.500 itens, entre fotos, imagens, prêmios, figurinos, móveis e objetos de decoração. O acervo foi resgatado pelo produtor cultural Luppi Pinheiro, idealizador da exposição e amigo do artista.

“Muita gente que ama o Zé, o conhecia apenas como cantor, dos shows que fazia e empolgava o público, mas, na exposição, o público vai conhecer a intimidade do Zezinho na casa dele, objetos pessoais, móveis, fotos de infância, com a mãe, roupas e tantas outras coisas importantes para os amigos e, mais ainda para os fãs, que terão a imagem do artista preservada na sua totalidade”, adianta Luppi.

Entre os objetos mais raros e admirados, o produtor cita a Bíblia que carrega marcações de trechos significativos. “Ele tinha este hábito de ler a Bíblia e marcar o que considerava importante. A religiosidade e a fé sempre foram muito presentes na vida do Zé”, complementa.

Zezinho Corrêa, que apresentou o Amazonas ao mundo, faleceu de Covid-19. Foto: Divulgação

Projeto

A exposição ‘Amazonas, Rio da Minha Vida – A Arte de Zezinho Corrêa’ tem a curadoria de Mário Pollari e representa o resultado de um primoroso trabalho de pesquisa. A mostra ocupará uma área de mil metros quadrados.

Mais de 20 pessoas estão envolvidas no trabalho. O Luppi comemora a possibilidade de realizar a mostra em formato presencial.

“Poderíamos fazer uma mostra digital, mas a ideia é que o público se sinta abraçado pelo Zezinho. No formato presencial, as pessoas vão tocar nos objetos dele, vão se encontrar e compartilhar histórias em comum. Essa exposição não poderia ser diferente”, destaca o produtor.

Dias e horários da visitação

A mostra ficará aberta para visitação do público de 23 de outubro a 21 de novembro de 2021.

Após o evento de abertura da exposição, a visitação funcionará de quinta-feira a domingo, das 16h às 21h.

De acordo com a organização, durante a visitação do público, serão seguidos todos os protocolos de segurança, como uso de máscara, distanciamento social e álcool gel à disposição.

SERVIÇO

Evento: Exposição ‘Amazonas, Rio da Minha Vida – A Arte de Zezinho Corrêa’
Data: 23 de outubro a 21 de novembro
Local: Casa Luppi (Rua Ferreira Pena, 139, Centro de Manaus)
Entrada: Gratuita

COMPARTILHE