Manaus, 28 de novembro de 2022

EVENTOS

Foto: Arleison Cruz
Foto: Arleison Cruz Foto: Arleison Cruz

Caprichoso prepara evento de lançamento do álbum ‘Amazônia, nossa luta em poesia’

Evento será realizado no Zeca Xibelão, em Parintins, dia 30 de abril.

Com informações da assessoria

O Boi Caprichoso está preparando o lançamento do álbum ‘Amazônia Nossa Luta em Poesia’. O evento será realizado no Curral Zeca Xibelão, em Parintins, no Amazonas, na noite do dia 30 de abril de 2022. A festa, que contará com os itens oficiais, terá presença de público.

Conforme o bumbá, a produção da trilha sonora do espetáculo 2022 promete surpreender a nação azul e branca com grandes obras musicais feitas por compositores do Festival Folclórico de Parintins. As canções foram gravadas na voz do levantador de toadas do boi azul e branco, Patrick Araújo.

O diretor artístico e conselheiro de artes, Edwan Oliveira, informou que o Boi Caprichoso terá uma mega produção.

“Já quero aproveitar para convidar toda a nação azul e branca, os visitantes que estarão em Parintins, para no dia 30 de abril estarem no Curral Zeca Xibelão. Vamos fazer nossa primeira festa fechada com a venda de ingressos, camarotes, mesas e área VIP. Nós teremos a participação dos itens, Marujada de Guerra, Troup, CDC”, destaca.

Os detalhes sobre a venda de ingressos ainda não foram divulgados.

O presidente do Caprichoso, Jender Lobato, explicou que o lançamento do álbum é uma data que faz parte do calendário de eventos do Boi para a temporada 2022. O bumbá antecipou a divulgação da festa para que os torcedores se prepararem.

“No dia 30 de abril, vamos fazer uma grande festa no curral Zeca Xibelão. Faremos o lançamento do álbum com a presença de todos os itens para azular a Ilha”, revelou o dirigente.

Álbum

Segundo o Boi Caprichoso, o novo álbum será composto por composições classificadas criteriosamente pela diretoria, Conselho Musical e Conselho de Artes. “De alta qualidade e nível para a galera e itens individuais, em complemento ao arsenal de 2020 e 2021 ‘Terra: Nosso Corpo, Nosso Espírito'”, concluiu o bumbá.

COMPARTILHE