Manaus, 18 de maio de 2024

EVENTOS

Foto: Divulgação/SEC-AM
Foto: Divulgação/SEC-AM Foto: Divulgação/SEC-AM

Manaus tem espetáculos gratuitos neste sábado e domingo; confira programação

Entrada é gratuita, por ordem de chegada.

Com informações da assessoria

Manaus conta com espetáculos gratuitos, neste sábado e domingo, 14 e 15 de outubro de 2023. Confira a programação.

As apresentações ocorrem no Teatro Amazonas, Instalação, Buia Teatro e Gebes Medeiros, e fazem parte da programação do ‘Festival de Teatro da Amazônia 2023.

Foto: Divulgação/SEC-AM

CONFIRA OS HORÁRIOS E LOCAIS DOS ESPETÁCULOS

SÁBADO, 14 DE OUTUBRO

TEATRO AMAZONAS

  • 10h- Espetáculo ‘A Maravilhosa História do Sapo Tarô Bequê’, da Associação dos Artistas Cênicos do Amazonas – Arte&Fato (AM). A entrada é gratuita, por ordem de chegada, e a classificação é livre.

Com dramaturgia de Márcio Souza e direção geral de Douglas Rodrigues, a montagem conta, durante 75 minutos, a trajetória do sapo que vira homem, o homem que não suporta a dor de existir e volta a ser sapo. No elenco estão Israel Castro, Karol Medeiros, Michel Guerrero, Idelson Mouta, Acácia Mié e Leonel Worton.

BUIA TEATRO

  • 18h- Espetáculo ‘O homem da cabeça de papelão’, da Relógio Quebrado (AM). A mostra tem 45 minutos, de apresentação. A entrada é gratuita, e a classificação livre.

Em cena, Bruna Pollari, Lua Bentes, Mia Galucio e Marilta Figueiredo são dirigidos por Iogan Montefusco, que assina ainda como adaptação, bonequeiro, ilustrador e músico; para apresentar Antenor, um homem que vive no país do sol e desde criança tem problemas por só dizer a verdade. Cansado de sofrer, um dia ele deixa a cabeça no relojoeiro e ganha uma de papelão para usar durante o conserto da original.

TEATRO AMAZONAS

  • 20h- ‘O Arquipélago’, da Súbita Companhia de Teatro (PR). A entrada é gratuita, e a classificação é de 14 anos.

Com direção de Maíra Lour, o espetáculo solo traz o ator Pablito Kucarz, para narrar a história de sua mãe, uma mulher comum, como diversas outras mães que deixaram sua casa muito jovens para trabalhar na cidade grande. Em 40 minutos, o artista, que assina performance e dramaturgia, também se permite questionar o enredo quando, em busca da própria identidade, se confronta com temas como preconceito, bullying, machismo e violência. Com tom suave, a narrativa tem ares de fábula pessoal.

DOMINGO, 15 DE OUTUBRO

TEATRO DA INSTALAÇÃO

  • 10h- ‘A Andarilha’, da Rainhas do Radiador (SP). A classificação livre.

O público vai conhecer a palhaça Rufina, interpretada pela atriz Aline Hernandes, que, ao encontrar uma sanfoneira, vivida por Ana Pessoa, decide fazer um show e revelar um universo peculiar, de memórias, sonhos e humanidades, cômico, trágico, sensível e fantástico. O espetáculo, conta com direção de Dagoberto Feliz, utiliza recursos circenses como acrobacia, magia cômica e malabares.

TEATRO DA INSTALAÇÃO

  • 16h- ‘Desassossego’, do Grupo Jurubebas de Teatro (AM).

A peça acontece em janeiro de 2021, durante a segunda onda da pandemia de Covid-19. Isolados em seus apartamentos, três personagens compartilham um recorte do cotidiano de confinamento, com múltiplas subjetividades em novas situações vinculadas ao distanciamento social. Com direção geral de Felipe Maya Jatobá e direção de movimento de Lia Benacon, a montagem de 45 minutos, traz no elenco Raiana Prestes, Leandro Paz e Nicka.

TEATRO DA INSTALAÇÃO

  • 19h- Espetáculo ‘A Pequena Esperança’, Cia Vitoria Régia (AM), e encerramento do FTA. A classificação é de 16 anos.

No palco, uma tragédia familiar obriga um homem a buscar refúgio em um lixão, onde é recebido por um grupo incomum de anfitriões. Nesta comunidade de excluídos, onde todos se reconhecem como iguais, apesar das diferenças, o novo inquilino dá a ideia de fundar uma república e tomar de vez o lixão para si.

A dramaturgia é de Geiber Teixeira, que também integra o elenco formado ainda por Agnaldo Martins, Ana Carolina Souza, ChiCOKAboco, Cleber Ferreira, Cybele Bentes, Daniely Peinado, Gabriel Mota, Isabela Lillo, Koia Refkalefsky, Socorro Papoula, Sthéfanny Azevedo e Tainá Andes.

COMPARTILHE

error: Este conteúdo está protegido!