Manaus, 5 de julho de 2022

EVENTOS

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Casa Vhida realizará tradicional Feijoada Beneficente em sistema de drive thru dia 12 de dezembro

A venda da feijoada será feita na sede da instituição.

A Casa Vhida adaptou sua tradicional Feijoada Beneficente, que funcionará em sistema de drive thru (o cliente recebe os itens no carro). A 8ª edição da ação ocorrerá no dia 12 de dezembro, das 10h às 14h.

A venda da feijoada será feita na sede da Casa Vhida, na Rua Pedro Alvares Cabral, nº 395- Dom Pedro. O evento é realizado em parceria com o Grupo Simões, Superatacado Nova Era e Queiroz.

Segundo a organização, o modelo drive thru evita possíveis aglomerações. De acordo com a diretora de comunicação e marketing da Casa Vhida, Iêda Carvalho, o evento não poderia deixar de ser realizado neste ano, pois representa uma grande fonte de recursos para a manutenção do trabalho da instituição.

“A feijoada é um dos eventos mais importantes que a Casa Vhida realiza. Por isso, pensamos com muito carinho e decidimos adaptá-la para a versão no pote, garantindo o mesmo sabor aos que já conhecem a deliciosa feijoada da Casa, além de proporcionar segurança e comodidade”, disse.

Itens da feijoada

A feijoada será servida em pote de 1 litro, acompanhada de arroz, couve, farofa, laranja e um refrigerante de 350ml. A quantidade serve até três pessoas.

Os tíquetes custam R$50,00 e já podem ser adquiridos na Casa Vhida ou por WhatsApp, nos números (92) 99132-3980 e (92) 99407-8677. Quem não conseguir se antecipar, também poderá comprar no dia do evento.

Arte: Divulgação

Sobre a Casa Vhida

A Associação de Apoio à Criança com HIV – a Casa Vhida é uma organização sem fins lucrativos que atende – nos âmbitos da assistência social e saúde – bebês, crianças e adolescentes que convivem com HIV/AIDS no Amazonas.

Atualmente, a instituição realiza mais de 1.600 atendimentos, em duas frentes de ações: com os chamados ‘bebês expostos (nascidos de mães HIV positivo), que recebem produtos lácteos enriquecidos e são acompanhados os 18 ou 24 meses de vida; e no apoio a crianças e adolescentes que já convivem com o vírus.

A entidade possui uma equipe técnica composta por profissionais de assistência social, psicologia, medicina, odontologia, nutrição e cuidadores, além de uma estrutura que proporciona segurança, cuidado e socialização.

COMPARTILHE